Ministro descarta privatização do aeroporto Eduardo Gomes, segundo senadora

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

ministro padilha

Em resposta à senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB), o ministro de Aviação Civil, Eliseu Padilha, disse que “não há hipótese” de o governo conceder à iniciativa privada a operação do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes. Assim como o Santos Dumont (Rio de Janeiro) e Congonhas (São Paulo), o aeroporto da capital amazonense, segundo o ministro, serve como base de operação para aviação em todo o Estado.

O ministro Eliseu Padilha participou nesta terça (22) de audiência pública na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional do Senado. O principal tema do encontro foi alto preço das passagens aéreas para a região Norte.A senadora Vanessa Grazziotin disse que era contra a concessão por ser o Aeroporto de Manaus um dos mais lucrativos do país e fundamental para implementar uma política de aviação em todo o Estado.

Na hipótese de promover a concessão, a senadora disse ser a favor de que as empresas assumissem todos os aeroportos deficitário do interior do Estado.

O ministro concordou com as ponderações da parlamentar e descartou a possibilidade do Eduardo Gomes entrar na lista das concessões.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta