Professores surpreendem, param várias escolas e fazem manifestações por toda Manaus

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Professores de várias escolas estaduais de Manaus pararam as aulas hoje e foram às ruas, para protestar contra a falta de reajuste salarial, pelo aumento do ticket-alimentação e contra a suspensão do atendimento no plano de saúde Hapvida.

Houve manifestações de rua no Centro (foto acima, na avenida Getúlio Vargas), na Compensa, na Cidade Nova e no conjunto Nova Cidade. O trânsito ficou congestionado nestes locais.

Os professores reivindicam 35% de reposição salarial, querem dobrar o valor do ticket-alimentação, que hoje é de R$ 200, e o retorno do atendimento no plano de saúde, suspenso por falta de pagamento do Estado. Segundo a Hapvida, já são seis meses sem que a Secretaria de Educação honre o contrato.

A paralisação foi convocada pela Asprom-Sindical. Mais uma vez o tradicional Sindicato dos Trabalhadores em Educação ficou à deriva, tentando negociar com o Governo. Alguns professores chegaram a fazer uma manifestação na frente da sede desta última entidade, exigindo dela que aderisse ao movimento.

O secretário de Educação, Lourenço Braga, afirmou que mantém as negociações e disse que o Governo estuda pagar o plano de saúde diretamente aos professores, no contra-cheque.

A categoria quer uma solução antes do dia 7 de abril, quando inicia o período eleitoral, durante o qual os reajustes são proibidos.

Foto: Trânsito Manaus

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta