Pablo insinua que gente dentro da PF quer prejudicá-lo e diz que vai à Justiça

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Em vídeo e nota distribuída no final da tarde, o deputado federal Delegado Pablo Oliva (PSL) disse que os fatos reportados hoje na operação Seronato, da Polícia Federal, que envolveram ele, a mãe, um irmão e empresários locais, são referentes a fatos ocorridos em 2012 e insinuou que existe dentro da corporação da qual está licenciado quem queira prejudicar sua carreira política, prometendo ir à Justiça contra essas pessoas.

Ele se disse surpreso com a operação, especialmente o envolvimento da mãe, “uma senhora de 75 anos que não conheceu outro meio de vencer na vida que não fosse o trabalho”. Afirmou ainda que qualquer suposta acusação a seu respeito é “infundada, mentirosa e improcedente”.

“Confio no trabalho da Polícia Federal, instituição que carrego no peito há 12 anos, e em sua isenção. Aos que procuram denegrir minha imagem com o objetivo de tirar um delegado sério da política, por meio de perseguição, divulgando mentiras de maneira irresponsável, deixo um recado claro: vocês não colocarão freio em meu trabalho pelo povo do Amazonas, principalmente contra a corrupção que sempre combati. A devida retratação será requerida. Não desapontarei as milhares de pessoas que confiam em mim”, acrescentou.

O deputado disse que recebeu ao longo do dia diversas mensagens de solidariedade.

Veja o vídeo que ele postou nas redes sociais:

Qual Sua Opinião? Comente:

Este post tem um comentário

  1. Paulo Roberto Freire Oliva Costa

    Você é um santo igual ao presidente é os filhos dele safado vcs cinco vão pra cadeia

Deixe uma resposta