Ministro do Turismo vai ajudar Festival de Cirandas de Manacapuru

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

20150805141837sandrabragaminturismo_04082015_fotovagnercarvalho

 A senadora Sandra Braga (PMDB- AM) e o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, obtiveram do ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, o compromisso de ajuda financeira para garantir a realização do Festival de Cirandas de Manacapuru, a segunda festividade folclórica mais importante do Amazonas. Foi este o objetivo da audiência realizada nesta terça-feira (4/08), no gabinete do ministro Alves, com a participação do prefeito de Manacapuru, Jaziel Nunes – o Tororó.

Diante do corte drástico de verbas do governo do Amazonas, o que surpreendeu as Cirandas e colocou em risco a realização do festival, a senadora e o ministro Braga contam agora com o ministério do Turismo para salvar a tradição cultural que gera empregos e renda em Manacapuru, movimentando a economia do município. Segundo o prefeito da cidade conhecida como Princesinha do Solimões, é fundamental manter o desfile das Cirandas, sobretudo depois dos prejuízos financeiros causados pela cheia recorde que atingiu Manacapuru este ano.
 “Trata-se de uma festa superprofissional e de grande significado para a cultura e para o povo do Amazonas”, disse Eduardo Braga ao ministro Alves. Foi Braga quem, como governador do Amazonas, construiu os galpões que ainda hoje abrigam as Cirandas Guerreiros Mura, Flor Matizada e Tradicional. “Se Deus quiser vamos poder atender e prestigiar, porque é um pleito que honra o turismo neste País”, disse Henrique Alves.
Ao lado dos presidentes das três Cirandas, que também vieram a Brasília para participar da audiência, a senadora Sandra Braga falou da importância da festa produzida com criatividade e ousadia. “Há décadas este Festival é destaque no calendário cultural do Amazonas e, no ano passado, bateu recorde de público, levando mais de 60 mil turistas a Manacapuru, nos três dias de folia”, afirmou.
O prefeito Tororó informou ao ministro do Turismo que cerca de 1.500 pessoas estão trabalhando já há quatro meses nas fantasias, carros alegóricos, montagem dos espetáculos e ensaios dos três dias de desfiles. Com novas músicas e ritmos, os grupos de Ciranda sempre apresentam temas populares ou que contam a história da origem de lendas. Este ano, o Guerreiros do Mura vai se apresentar com o tema “Jesus Cristo, Guerreiro da Salvação”, o Tradicional sairá com “Mitologia Grega, Deuses e a Criação Humana, e o Flor Matizada com “Ordem, Desordem, a Metáfora da Existência.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta