Irmãos lucraram R$ 4 milhões com golpe da ciranda financeira em Manaus

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Na tarde desta sexta-feira (15/05), por volta das 15h, a equipe de investigação da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), sob a coordenação da delegada-geral Emília Ferraz e do delegado Aldeney Goes, titular da especializada, prenderam os irmãos Glede Jessika Vasconcelos da Cruz, 27, e João Marcos Vasconcelos, 21, em cumprimento a mandados de prisão preventiva por estelionato. A dupla atuava em um esquema financeiro, onde desviaram valores investidos por mais de 20 vítimas, totalizando uma quantia em torno de R$ 4 milhões.

Conforme o titular da DERFD, as investigações em torno do caso iniciaram após vítimas da dupla informarem que Glade Jessika e João Marcos tinham um esquema financeiro onde captavam dinheiro de investidores, que acreditavam que a dupla poderia oferecer ganhos de até 25% sobre determinado valor investido, sem qualquer perda. Porém, os valores foram desviados e às vítimas foram lesadas.

“Até o momento, temos a informação que mais de 20 vítimas investiram valores para a dupla, totalizando a quantia de cerca de R$ 4 milhões, todo esse valor adquirido, foi desviado pelos irmãos. De posse dessas informações, solicitei à Justiça o mandado de prisão preventiva em nome deles, a ordem judicial foi expedida no dia 14 de maio deste ano, pelo juiz George Hamilton Lins Barroso, da Central de Plantão Criminal”, disse Goes.

Prisão

Durante diligências realizadas ao longo desta sexta-feira, conseguimos localizar e prender a dupla. Glade Jessika foi presa em um condomínio situado na rua Acre, bairro Nossa Senhora das Graças, zona centro-sul da cidade, e João Marcos em uma casa localizada na rua Anápolis, bairro Redenção, zona centro-oeste.

“Eles se exibiam, nas redes sociais, mostrando uma vida regada a luxo. Vamos dar andamento às investigações para sabermos se há a participação de outras pessoas no delito e também se há valores das vítimas a serem recuperados”, relatou a autoridade policial.

Procedimentos

Conduzidos ao prédio da DERFD, Glade Jessika e João Marcos foram indiciados por estelionato. Ao término dos trâmites cabíveis na especializada, eles serão levados para a Central de Recebimento e Triagem (CRT), onde deverão passar por audiência de custódia por videoconferência.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta