Faixa azul em Manaus não obedece medidas do Código Nacional de Trânsito, diz deputado

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

20150826151958faixa_azul_dallas

O deputado Wanderley Dallas (PMDB), disse ontem na Assembleia que a largura das faixas exclusivas de ônibus e táxis de Manaus não obedecem aos critérios mínimos exigidos pelo Código Nacional de Trânsito. “Na avenida Umberto Calderaro a faixa tem dois metros e trinta, enquanto  na Mario ypiranga são dois metros e noventa e oito. O CNT recomenda que as faixas de rolamento destinadas aos ônibus devem ter entre três metros e vinte cinco a três metros e cinquenta”, disse ele.

“Os recursos públicos gastos na instalação e manutenção destas faixas estão sendo empregados de forma desordenada, causando transtorno À população. Ademais, já são mais de 50 mortes desde janeiro. Se não bastasse o estreitamento da faixa, os motoristas de ônibus ainda têm que enfrentar o asfalto de péssima qualidade”, atacou.

Como presidente da Comissão de Transporte, ele disse que apresentou um requerimento solicitando explicações do presidente da Manaustrans sobre o estreitamento das faixas e também acionou o Ministério Público para se manifestar sobre o assunto.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta