Errar, nunca mais!

Por Dauro Braga*

Nesse momento pré eleitoral em que os políticos discutem com tanta veemência os problemas que afligem a nação e a seu povo através dos debates televisivos é oportuno perguntarmos: por que não os resolveram antes, se já estão há décadas no poder? Falta-lhes competência ou vergonha na cara? Acho que a eterna e repetitiva cantilena de promessas sempre feitas e nunca cumpridas não colam mais. Cabe ao eleitor como protagonista desse monumental espetáculo democrático, avaliar criteriosamente oscandidatos que já exerceram ou exercem mandatos e verificar se eles tiveram bom desempenho no exercício dos mesmos e se tem ficha limpa, pois competência e honestidade não são apenas qualidades, mas atributos indispensáveis a qualquer homempúblico.

No contexto dessa avaliação, o eleitor amazonense deve ponderar além dos atributos que o candidato tem, o seu grau de comprometimento com a defesa da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), pois só através dela podemos almejar a um desenvolvimento regional sustentável, com o fomento e o apoio a negócios economicamente viáveis e que priorizem a qualidade de vida das populações locais. Ela se constituiu ao longo dos últimos quarenta anos como a única fonte de oxigênio capaz de manter viva a célula do desenvolvimento e do progresso de nosso estado. Sem ela não há atividade econômica e portanto, nenhuma condição de sobrevivência para nosso povo, já que convenções internacionais das quais somos signatários e uma legislação ambiental que prioriza o meio ambiente em detrimendo da condição de vida do homem, nos proibe de explorar quase tudo de nossas potencialidades naturais.

Extinta a SUFRAMA, passaremos da condição de geradores de riqueza para a de zeladores do maior deserto verde do planeta. Ciente desse fato nos causa indignação e revolta a omissão e o descaso de alguns dos nossos políticos que por vezes se calam diante dos ataques que o governo federal faz a nossa Suframa, só porque fazem parte da base de sustentação desse mesmo governo.

Ou há outras razões que justifiquem repetirem o mesmo gesto de Pilatos? Cabe destacar que o modelo de desenvolvimento econômico preconizado pela Suframa pode ser considerado como o mais justo e perfeito que já foi implantado no Brasil, pois não onera os cofres públicos, apresenta um índice de corrupção próximo a zero e preserva o nosso patrimônio biogenético. O empresário que se estabelece nessa zona de exceção, só passa a auferir vantagens, como incentivos fiscais, após ter investido recursos próprios na construção de seu parque fabril e iniciar o processo de produção. Aí sim, os produtos produzidos ao serem comercializados gozam de incentivos fiscais que são repassados ao empresário investidor, nada mais justo. Somente pessoas desinformadas e tendenciosas ou articulistas de pena de aluguel que estão sempre a serviço de interesses escusos daqueles que lhes pagam mais, podem encontrar defeitos num modelo de desenvolvimento pujante
e exitoso.

Precisamos eleger no nosso Estado pessoas que compreendam a importância da Suframa e estejam sempre prontas para defendê-la. Para o comando da nação é impressindível escolhermos o candidato que assuma compromissos com a manutençao e fortalecimento da nossa SUFRAMA e que coloque a locomotiva nacional para trilhar o caminho do desenvolvimento e do progresso. É um imperativo inadiável expurgarmos da vida pública os incompetentes e corruptos e escolhermos homens combatentes competentes e probos que tenham a coragem de dar um choque de gestão na máquina pública, acabar com o empreguismo de apadrinhados, com o desperdício e a roubalheira, simplificar e reduzir a carga tributária, banir do solo pátrio todos os privilégios, enfim, fazer todas as reformas estruturais que a nação necessita para enfrentar a realidade de um novo mundo digitalizado e globalizado.

Por questão de sobrevivencia , é de importância fundamental que saibamos escolher nossos representantes políticos entre aqueles que estão determinados em remover os entulhos do que restou do edifício da nação e soerguer em seu lugar um outro mais sólido e moderno, mas, principalmente, que estejam comprometidos com a defesa intransigente da nossa Zona Franca. Façamos a escolha certa. Errar, nunca mais!

*O autor é empresário

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

LEAVE A REPLY