Em Manacapuru, Figueira dispara na frente, mas ainda tem que resolver pendências jurídicas

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

figueira

Uma cidade decadente, com hospital caindo aos pedaços, suja, esburacada, violenta e, o pior, sem esperanças, sem perspectivas de mudar a direção, só pode dar mesmo 75% de rejeição a seu prefeito e colocar na frente em qualquer pesquisa alguém qu traz boas recordações. Esta é Manacapuru, onde o prefeito Jeziel Alencar, o “Tororó”, insiste em ser candidato, pensando em vencer com a força da máquina, enquanto o ex-prefeito Ângelus Figueira. embora ainda tendo recursos tramitando em tribunais de contas, é carregado nos ombros do povo e realizou a Convenção mais vibrante da última sexta-feira.

Figueira se disse emocionado com os telefonemas e mensagens dos moradores, convocando-o para reerguer a cidade com a experiência e o conhecimento de quase meio século de política, sempre umbilicalmente ligado à Manacapuru. A cidade invadiu literalmente a quadra da Ciranda Flor Matizada.

 “Esta será a eleição mais fácil de Angelus Figueira, que tem como maiores cabos eleitorais a rejeição quilométrica do prefeito e as fraquíssimas convenções do PSD e do PSDB”, diz um empresário de Manacapuru ouvido há pouco pelo blog – ele não quis se identificar, porque presta serviços à prefeitura e teme represálias.

Angelus recrutou para seu time de guerreiros o apoio do combativo advogado Ricardo Gomes, conhecido pela trajetória ao lado de Pedro Falabella, maior vencedor de eleições municipais do estado, em Urucará, e pelas condenações de prefeitos em ações de improbidade.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta