A UNIÃO FAZ A FORÇA

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

bobAinda falando de União faz a força. Como disse na última postagem, segundo o IBGE, existe hoje, na cidade de Manaus, aproximadamente 350 mil migrantes paraenses. Somos uma comunidade que vem crescendo gradativamente, ao longo das décadas; estamos espalhados por todos os setores industriário, comércio, varejo, etc.

Penso que posso falar por uma boa parte, quando digo que muitos saíram das suas cidades em busca de melhoria e escolheram o Amazonas como Porto e Ponto de Partida. Aqui aportamos, constituímos família e temos diariamente colaborado, de maneira positiva para o progresso sócio-economico do Estado.

De sangue paraense e alimentados na maniçoba, nos tornamos “Paramazônicos” na alma, fazendo da a junção exata do jaraqui frito e  a taça do açaí. Aprendemos a unir valores e tradições. Nos dividimos entre vermelho e azul, sem deixar o enrosca de um melody paraense. E assim, temos vivido, e assim temos sido parte da construção desse cenário amazônico tropical. E assim temos sido Pará…E assim temos sido Amazonas…

 No entanto, somos uma comunidade com estruturas firmadas, contudo sem voz e sem representatividade. Ainda não temos uma identidade definida.  Somos parte agregada na cultura, mas em termos político-social, ainda engatinhamos. Não demos os primeiros passos para uma maturidade social propositivamente ativa na sociedade amazonense.

Por fim, concluo parafraseando uma deixa popular brasileira: “O gigante paraense, ou melhor dizendo, o gigante “paramazônico” precisa despertar”.

Apresentação de grupo de carimbó na Estação das Docas FOTO: EUNICE PINTO/ARQUIVO AG. PARÁ DATA: 21.02.2014 BELÉM - PARÁ

images

Bob Lester é um dos radialistas mais conhecidos de Manaus. Já trabalhou em diversas rádios. Atualmente desenvolve um trabalho junto à comunidade paraense de Manaus.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta