Reflexões sobre o meio ambiente

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Por Martinelli Gonçalves

Temos em nossa nação, o Ministério da Saúde e o Ministério Meio Ambiente, que tratam de assuntos específicos de suas pastas. O Ministério da Saúde exerce a ação de recuperação e de prevenção, com programas específicos e cuidados de acordo com o ramo da medicina e suas rotinas. Inclusive com postos médicos avançados, onde se trata o início, meio e o fim no que tange a manutenção da vida do ser humano. onde pode-se finalizar na cura, ou na guia para a emissão da Certidão de óbito.

A saúde pública é uma consequência do meio ambiente equilibrado. Descentralizar as funções da secretaria de saúde nada mais é do que torná-la especializada na função típica que é cuidar da saúde fisiológica do ser humano enquanto as ações de limpeza, controle de pragas e endemias é puro controle ambiental.

O do Ministério do Meio Ambiente cuida do planeta onde vivemos. Logo; Ar, água, terra, florestas e a manutenção destes.

***Onde vejo necessidade de observação?

Nobres leitores, devido essa pandemia, todos nós sabemos! A gripe e esse COVID-19, já́ fazem parte das cadeias de doenças que a humanidade infelizmente terá que adaptar mecanismos de prevenção por serem virais.

Com isso, observando e vivenciando como secretario de finanças que fui nestes quatro anos, criei um entendimento, e acredito que poderá ser analisado por todos.

Escrevo também pedindo o apoio dos que entenderem o cerni da questão. Governo Federal, nosso Congresso Nacional, governantes no geral, pessoas do bem, e o apoio infalível das mídias sociais ao vosso comando amigo internautas.

As verbas que estão sendo enviadas aos fundos de saúde, direcionadas pelos parlamentares e até mesmo devido a legislação vigente, que tem gerência dupla (prefeitura e fundo), todas enviadas com destinação e uso para a qualidade de vida das pessoas, algumas estão carimbadas como ••custeio. •• (não utilizada para materiais permanentes), ou seja, gasto com coisas consumíveis, sem físico permanente ou estoque comprovado do uso.

Essas verbas estão sendo, em parte, direcionadas erroneamente, em meu simplório entendimento, embora esteja na Lei, que pode ser mudada, e observando muitos municípios, vimos os gestores e afins mandando por exemplo: lavar Ruas “trabalhando na prevenção”. (Bem, este é o primeiro ponto).

Penso que higienizar as Rua para a melhor qualidade de vida das pessoas é ou seria atribuição das “Secretarias do Meio Ambiente”.

Ainda penso que seria a única secretaria municipal a ser federalizada, digo, mista pelo menos que exista um comitê duplo na gestão. Isso devido o comando ser de quem comete as maiores infrações e não observa as regras de conduta alegando sempre
inviabilidade recursal. Isso não é de hoje. Temos como referência da ingerência, os Lixões em todas as cidades brasileiras. (uma vergonha Nacional).

E como o cargo de secretário é a escolha do GESTOR MUNICIPAL, é sempre difícil desenvolver um trabalho à altura da necessidade, mesmo todos sabendo que envolve a nossa qualidade de vida, como um todo. Ninguém rasga seu contra cheque!

Não sou nenhum expert em verificações de atribuição, mais, observo o uso das verbas enviadas à saúde para tais atos e enquanto as secretarias de meio ambiente não têm estes recursos, ou quase nenhum, para realmente ser desenvolvido um melhor trabalho e com isso ajudar a salvar vidas cuidando de nosso Meio Ambiente.

Gostaria de observar sobre a parte que trata a manutenção à vida fora do âmbito hospitalar ou qualquer outra modalidade que não seja fixa de atendimento. em meu entendimento, deveria ser competência do Meio Ambiente.

Verbas em volumes de gastos diversos, mais com uma divisão lógica e adequada.

As secretarias de saúde estão abarrotadas de serviços essenciais diretos voltados a vida dentro de seus estabelecimentos médicos hospitalares. Vamos analisar tudo o que está desenvolvido neste texto com o carinho devido a nossa existência, somente.

Outras tantas coisas, como por exemplo a FVS. trabalha fiscalizando focos de mosquitos e outros transmissores, coletando sangue em lâmina, entregando remédios para a cura de doenças regionais. em tese.

Isso deveria também estar ligado ao meio ambiente.

Há um custo muito alto de levar esses agentes aos lugares mais distantes, e se ligar uma coisa com a outra teremos o serviço e a fiscalização ambiental com ‘o mesmo custo”. Sem contar com a interação rotineira da presença do Estado através dos agentes da Vigilância Ambiental. (Meio Ambiente).

Como pode a secretaria de saúde fiscalizar os doentes com restrição de saída de casa com o devido exame médico e determinação de isolamento domiciliar!? Quase impossível, ou com tornozeleiras eletrônicas. Complicado!

O povo doente não quer se abster da vida rotineira, ou isso muda ou todos, em um curto espaço temporal iremos sucumbir.

Bem, se a permanência doméstica deste doente viral de altíssima transmissão for determinada, quem teria a competência para a vigilância deste? No meu entendimento, tudo que produza baixa qualidade de vida dos seres viventes seria a Secretaria da Vigilância Ambiental e Meio Ambiente. E não, mecanismo de saúde na Rua alheio a subordinação do órgão de Meio Ambiente.

Nós teremos que nos adaptar as novas regras que virão por conta das restritivas dos órgãos de controle. Controle de qualidade de vida e garantia do Meio Ambiente em que vivemos.

Finalizando…

A estrutura funcional da saúde poderia ser dividida nestes termos, e com isso, nós teríamos um melhor serviço nacional de saúde direcionado as pessoas. Onde o trabalho externo de prevenção e qualquer outra modalidade de beneficiamento para a melhoria da vida do homem, poderia ser feito pelas Secretarias do Meio Ambiente.

Com isso, teríamos uma secretaria de Vigilância e Meio Ambiente, monitorando o que descrevi e com os mesmos custos de hoje enviados as secretarias de saúde, enviados como custeio pelos parlamentares às prefeituras e respectivos fundos de Saúde e ou ate mecanismos novos de contemplação de verbas federais devido a pertinente e explicada dissertação.

Fato ligado diretamente as ações de “hoje”.

Obrigado pela paciência de ler este texto de pensamento novo, do amigo Martinelli.

Obrigado pela paciência de ler este texto.

TUDO NASCE NO PENSAMENTO

#Euamovcs.

Bom Domingo.

Contato: Bel.Martinelli. 92-99181-0007

Qual Sua Opinião? Comente: