Wilson tem pelo menos três convites, mas partido preferido para mudança é o PSD

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

O governador Wilson Lima vai mudar de partido. Ele e seu grupo avaliam que o PSC, que fundo partidário pequeno e o presidente nacional, Pastor Everaldo, preso por envolvimento em corrupção no Rio de Janeiro, não lhe dá mais o necessário suporte para a tentativa de reeleição. O foco agora é uma legenda robusta nacionalmente e sem grandes desgastes. Há convites do PTB e do Progressistas, mas a opção deve ser mesmo pelo PSD, do senador Omar Aziz. É a legenda que oferece no momento as maiores garantias.

Lima colocou o bloco na rua em definitivo para tentar colocar de pé o projeto de reeleição. A agenda do governador tem sido cada vez mais ocupada por compromissos políticos. Na semana passada ele recebeu 24 prefeitos do interior. Ontem reuniu-se com 16 vereadores de Manaus, de diversos partidos, incluindo o líder do prefeito David Almeida (Avante), Marcelo Serafim (PSB). “Reuni hoje com vereadores da capital para ouvir as demandas que eles trazem de diversos segmentos e alinhar ações que beneficiem o povo de Manaus”, resumiu ele em seus perfis nas redes sociais.

O governador não precisa esperar a janela partidária para trocar de legenda. Deve fazê-lo logo para amenizar os desgastes gerados pelo PSC.

 

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta