Wilson ataca pela primeira vez entidades que representam professores: “política partidária”. Veja vídeo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

O governador Wilson Lima (PSC) decidiu endurecer o discurso com as entidades que representam os professores – Sindicato dos Trabalhadores em Educação e Sindicato dos Professores e Educadores de Manaus – Asprom Sindical. Segundo ele, interesses políticos partidários estão impedindo que a negociação entre o Governo e a categoria chegue a um bom termo e encerre a greve, que já dura quase um mês.

“Nós nunca interrompemos o diálogo e chagamos a uma proposta que consideramos o máximo possível, mas percebemos que há dois fatores impedindo o fim da greve: o fato das duas entidades não se entenderem, apesar de dizerem o contrário em público, e os interesses político-partidários que estão por trás delas. Não preciso citar nomes nem partidos aqui, mas basta puxar o histórico das pessoas para perceber”, afirmou o governador, em pronunciamento agora há pouco na sede do Governo.

Lima anunciou ainda que vai encaminhar à Assembleia Legislativa a nova proposta, que inclui o reajuste de 4,7%, professores horizontais e verticais e outros benefícios reivindicados pela categoria.

O SINTEAM é dominado há muitos anos por militantes do Partido Comunista do Brasil (PC do B). Já a ASPROM SINDICAL, uma dissidência surgida há cerca de 10 anos, tem em sua direção militantes de vários partidos, principalmente do PSOL.

Veja abaixo o pronunciamento completo do governador.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta