Saiba o que é mito e o que é verdade sobre o emagrecimento

Hoje em dia é muito importante ter conhecimento para discernir o que é fato ou fake na internet. Um tema muito comentado é o emagrecimento, que apresenta diversas informações que devem ser checadas sempre. O conhecimento pode salvar diversas pessoas de dietas malucas e até mesmo de uma doença por seguir conselhos infundados. Aproveitando o Dia da Mentira, celebrado em 01 de abril, a Diretora Técnica do Emagrecentro, referência nas áreas de emagrecimento e estética corporal, Dra. Sylvia Ramuth, listou alguns pontos muito divulgados e que precisam ser entendidos com clareza. Confira:

Tomar água ajuda a emagrecer? – Verdade

“Optar por água em vez de bebidas açucaradas como refrigerantes, sucos processados e bebidas energéticas, pode reduzir significativamente a ingestão de calorias e açúcares adicionados, o que facilita a perda de peso. Além disso, beber antes de se alimentar ajuda a aumentar a sensação de saciedade, existindo a possibilidade de redução na quantidade de alimentos consumidos. No entanto, é importante compreender que somente esse líquido por si só não deve ser uma solução mágica para a emagrecer”, alerta a especialista.

Comer de três em três horas é necessário? – Mito

Dra. Sylvia esclarece que isso não é a realidade: “Não é necessário comer de três em três horas para emagrecer. O que é mais importante para a perda de peso é manter um balanço energético negativo, ou seja, consumir menos do que você queima. Isso pode ser alcançado de várias maneiras, e a frequência das refeições é apenas uma delas. Algumas pessoas podem achar útil comer várias pequenas refeições ao longo do dia para controlar a fome e evitar excessos, enquanto outras podem preferir três refeições maiores. O que é mais importante é encontrar um padrão alimentar que funcione para você e que seja sustentável a longo prazo.”.

Dormir bem colabora na dieta? – Verdade

Vale reforçar que dormir bem tem um impacto positivo na perda de peso e no controle de massa corporal. “Incluir uma rotina de sono consistente, criando um ambiente propício para dormir desempenha papel na regulação dos hormônios que controlam o apetite, como a leptina e a grelina. A privação do sono pode levar a níveis desequilibrados desses hormônios, o que pode aumentar o apetite e levar a escolhas alimentares menos saudáveis( alimentos processados ricos em carboidratos). Além disso, uma boa qualidade de sono está associada a níveis mais baixos de estresse e ansiedade, o que pode ajudar a reduzir o consumo emocional de alimentos e promover escolhas alimentares mais saudáveis. Alguns estudos epidemiológicos também têm mostrado uma associação entre a privação crônica do sono e maior risco de  desenvolvimento da obesidade”, comenta Ramuth.

Treino pesado é essencial? – Mito

Não é verdade que é necessário treinar “bem pesado” regularmente para emagrecer. Embora o exercício seja uma parte importante de um estilo de vida saudável e possa ajudar principalmente na manutenção de peso, o resultado é principalmente uma questão de equilíbrio entre a ingestão e o gasto de energia, sendo o principal pilar de um emagrecimento a alimentação.

Exagerar nas frutas é prejudicial? – Verdade

“Frutas são naturalmente ricas em açúcares naturais, principalmente frutose, e, portanto, contêm carboidratos e calorias. Consumir grandes quantidades de frutas, o que contribui para o ganho de peso, devido esse fornecimento alto de açúcares”, alerta Dra.Sylvia

Alimentos integrais são menos calóricos? –  Verdade com ressalva

É preciso entender que os alimentos integrais tendem a ser menos calóricos do que aqueles altamente processados em muitos casos, mas isso não é uma regra absoluta. “Geralmente os integrais são mais densos em nutrientes e fornecem uma variedade de vitaminas, minerais, fibras, antioxidantes que são essenciais para a saúde”, explica a médica.

Retirar o açúcar da dieta por diversos dias seguidos funciona? – Verdade

Açúcares adicionados como os encontrados em refrigerantes, doces, bolos e outros tipos de industrializados, geralmente são ricos em calorias, mas também pobres em nutrientes. Eliminá-los da dieta pode resultar em uma redução significativa na ingestão de calorias, o que leva à perda de peso.

Perder peso gasta muito dinheiro – Mito

“Nesse dia, vale dizer que muitas pessoas acreditam que ao passar por uma orientação alimentar visando o emagrecimento, irão acabar gastando mais dinheiro ao comprar os alimentos adequados para a estratégia, porém isso não passa de um grande mito, afinal comendo comida de verdade, além de trazer mais saciedade e por consequência comer menos, também é mais em conta do que muitos alimentos processados e ultraprocessados no mercado”, finaliza a Ramuth.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta