Professores pedem ao MPAM que intermedeie acordo com Governo

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Uma comissão de professores, integrantes do Sindicato dos Professores e Educadores do Estado (Asprom Sindical), foi recebida hoje pela manhã no Ministério Público do Estado pela procuradora-geral de Justiça, Leda Albuquerque, e pela promotora Promotora Delisa Ferreira, que atua na área de educação. Eles foram pedir que a instituição intermedeie um acordo com o governador Wilson Lima (PSC), para por fim à greve, que já dura 17 dias e foi considerada ilegal pelo desembargador Elci Simões.

Ferreira e Albuquerque explicaram que o MPAM não pode recomendar nenhuma atitude do Governo, por causa da decisão judicial que colocou a greve na ilegalidade, mas se dispuseram a tentar um contato com o governador para tentar um acordo que represente pelo menos um meio termo entre a proposta apresentada pela Secretaria de Educação e a reivindicação da categoria.

Os professores se disseram preocupados com a reposição das aulas com qualidade e disseram que querem voltar para as salas de aula, mas precisam ter as reivindicações atendidas.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta