“Prefeito de Eirunepé constrange Polícia e professores”, diz deputada

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

A deputada estadual Alessandra Campêlo (MDB) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas para fazer duas denúncias contra o prefeito de Eirunepé, Raylan Barroso de Alencar (PROS). A primeira diz respeito à interferência no trabalho da Polícia Militar e a segunda é sobre o assédio moral cometido contra professores da rede municipal e estadual. 

De acordo Alessandra, as denúncias contra o prefeito chegaram ao seu conhecimento por meio do vereador Fred da Civil (PMN). Segundo ele, Raylan está tentando de todas as formas atrapalhar as ações de segurança pública no município, causando constrangimento ao trabalho do Tenente Feitosa e dos praças que atuam em Eirunepé.

Em relação aos professores, a deputada afirmou que o chefe do Executivo está ameaçando os representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam), que cobram da prefeitura o pagamento do abono do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação  (Fundeb).

“Além de estar assediando moralmente e atrapalhando o trabalho da Polícia Militar, o prefeito de Eirunepé, não satisfeito, está ameaçando os delegados sindicais. Os trabalhadores estão apenas protestando por melhores condições de trabalho e também solicitando a prestação de contas do dinheiro do Fundeb. Eirunepé é um dos municípios do Amazonas onde não foi pago o abono do Fundeb e a prefeitura ainda não explicou onde foi gasto esse dinheiro”, denunciou Alessandra.

A líder do MDB na Assembleia também vai pedir explicações de Raylan sobre o atraso no ano letivo do ano passado. Alessandra finalizou informando que todas as denúncias sobre a prefeitura de Eirunepé serão levadas ao conhecimento do Ministério Público Estadual para tomada das providências cabíveis.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta