Porque o Amazonas não pode esperar

Por Ronaldo Derzy Amazonas*

No dia 1º de janeiro do raiar deste novo ano de 2019, convidado, fui à posse do Governador e Vice, Wilson Lima e Carlos Almeida Filho, eleitos num pleito que não guarda precedentes na história política do Amazonas visto que lograram êxito com larga margem de vantagem sobre um dos ícones da denominada velha política baré, um cacique experiente e com vasto currículo de mandatos e passagens por cargos de mando nestas plagas.

Há ainda quem torça o nariz quando  instado a opinar ou confrontado sobre o que se há de esperar de bom de um novo governo e de mandatários novos. Eu não!

Sou daqueles que acreditam na juventude, na determinação missionária , na capacidade aglutinativa, no poder renovador e na garra desafiadora próprios do enorme poder que os jovens possuem  de encarar tarefas e enfrentar ventos contrários afinal, Mestrinho, Amazonino, Braga e outros políticos locais alcançaram o topo do poder no estado no vigor das suas juventudes e, quando a maioria apostava no caos, saíram-se vitoriosos com larga ficha de serviços e obras deixadas e lembradas até hoje.

Porquê então esperar diferente desta vez? Porquê não dar o crédito necessário que Wilson Lima e Carlos Almeida Filho precisam para implantar e implementar uma administração austera, vigorosa, vigilante e sobretudo que atenda aos clamores populares por uma gestão que, além de diferente, seja extremamente competente em favor de uma saúde mais humanizada e eficiente, de uma segurança que combata os males da violência reinante, uma educação que alcance os índices desejados, que realize obras e serviços estruturantes necessários ao desenvolvimento do estado, que dinamize um regime de relação respeitosa, independente e republicana com os demais poderes, entre outros desafios.

Para que isso se realize, tanto Wilson quanto Carlos possuem os requisitos necessários e o preparo adequado a fim de colocarem em marcha um plano de gestão escolhido pela grande maioria do povo do Amazonas, plano este que  traça de maneira concisa porém, abrangente e segura, as diretrizes e rumos com o desafio de colocar o nosso estado numa posição muito melhor em que se encontra atualmente nas diversas áreas administrativas, assistenciais e de infraestrutura as quais clamam por soluções rápidas, firmes e duradouras.

E, para que se alcance os resultados desejados, o time montado para administrar o estado guarda características e expectativas as melhores possíveis pois foi formado com nomes de homens e mulheres absolutamente capazes e com larga vivência e experiência para conduzir a bom termo a administração do nosso estado.

Mas, é na área da saúde onde atuo, que concentro minhas melhores esperanças, porquanto esta, será comandada por alguém que, dado a enfrentar desafios, encarou a enorme tarefa de coordenar a mais sensível e vital área e um dos tripés da administração pública que exige do poder executivo o dispêndio de maiores energias, orçamentos, demandas e gastos.

A SUSAM será dirigida pelo Vice Governador o Defensor Público Carlos Almeida Filho, este que conhece muito bem as dificuldades e mazelas da área, possui a sensibilidade necessária para atender às demandas e está preparado para propor, buscar e encontrar as soluções as quais a saúde tanto clama em meio ao caos estabelecido diagnosticado que foi pela equipe de transição de governo que ele mesmo coordenou.

Não existe almoço grátis, não há dia mais fácil e sobretudo, não existe tempo de sobra para fazer o que precisa ser feito, para isso, a juventude aliada à determinação, haverão de ser os ingredientes que se juntarão para que Wilson Lima e Carlos Almeida Filho realizem um governo que o povo do Amazonas tanto espera.

Rogo a Deus para que Governador e Vice gozem de plena saúde e tenham sabedoria para essa jornada.

Té logo!

ET. Após eleito em primeiro lugar pelos servidores em lista tríplice submetida ao Governador da estado, este colunista assumiu pela terceira vez a Presidência da Fundação Alfredo da Matta instituição decana da saúde do nosso estado. Assim, lado a lado com o novo governo e especialmente com o novo gestor da SUSAM, estaremos implementado na área da dermatologia sanitária e doenças sexualmente transmissíveis, as políticas públicas tão caras e necessárias aos usuários do SUS que buscam os nossos serviços.

*O autor é farmacêutico e empresário

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

LEAVE A REPLY