Outdoors espalhados por Manaus pedem a imunização de professores antes do retorno às aulas

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Placas de outdoor pedindo vacina para os trabalhadores da educação estão nas ruas de Manaus e fazem parte da campanha liderada pelo SINTEAM que defende aulas híbridas ou presenciais somente após a imunização completa dos educadores.

A campanha é direcionada tanto para a rede estadual quanto municipal de ensino.

Somente nos primeiros meses de 2021 faleceram 135 profissionais da educação. Alguns adoeceram ainda durante o ano letivo do ano passado, outros foram reinfectados esse ano.

“Não dá pra voltar à sala de aula sem imunização. A realidade das nossas escolas públicas é totalmente diferente das escolas particulares. A nova variante é mais perigosa. Infecta e mata não só idosos ou pessoas com comorbidades. Ela mata inclusive jovens e até crianças. Não podemos servir de cobaias”, disse a presidente do SINTEAM, Ana Cristina Rodrigues.

O SINTEAM vem desde o início de janeiro pedindo audiência com a Seduc e com o governador Wilson Lima mas nenhum ofício foi respondido até o momento.

Com a Semed foi realizada uma reunião no dia 16 de fevereiro em que a direção do sindicato reafirmou sua posição sobre a imunização dos trabalhadores antes do retorno híbrido ou presencial das aulas.

Fase vermelha

Manaus e o interior continuam na fase vermelha de contaminação, que segundo a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) significa classificação de alto risco para transmissão de Covid-19. Mesmo após a abertura de novos leitos e passados dois meses do momento mais crítico da pandemia, a taxa de ocupação dos leitos de UTI ainda supera os 78%, conforme boletim divulgado ontem, 14.

“É irresponsabilidade colocar crianças e professores trancados dentro de salas sem ventilação com mais de 1 mil casos novos diários e taxas de ocupação de UTIs tão altas”, afirmou a presidente do SINTEAM.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta