O abraço dos afogados

Por Sérgio Roberto Marques*

A maior preocupação dos políticos Barés não é o decreto IRRESPONSÁVEL do PR reduzindo em 25% o IPI em todo o país prejudicando as indústrias em Manaus, fazendo disso um palco teatral.

A verdadeira preocupação dessa turma é, na verdade, aquilo que a maioria da população Manauara e Amazonense já sabe e compreende que a mais de 50 anos são usados por este modelo como instrumento politiqueiro nas eleições e que nada muda na vida delas. Isso tem deixado muitos deles sem dormir.

Há pelo menos 30 anos, acompanho as angústias que vivemos com a Zona Franca de Manaus (ZFM). Confesso que vi poucos políticos que realmente se dedicaram a terem entendimento estudando, conhecendo e estando sempre atentos aos nossos modelos econômicos. Os demais foram e são literalmente atores teatrais, oportunistas profissionais da política. Nunca geraram um emprego e falam de geração de emprego e renda como se fossem professores de “Deus”.

Como cidadão, gerador de emprego e renda desde os 18 anos de idade, filho de pais simples e trabalhadores, filho desta terra, conhecedor de como é e como funciona o custo do Brasil e o preço que pagamos para realizarmos nossos SONHOS e PROPÓSITOS gerando emprego e renda, dedicando muita CORAGEM nesse país e no estado do Amazonas, e também como eleitor e caboclo, nascido e se criado no bairro Praça 14, eu coloco essa triste realidade na conta de 90% dos políticos (da velha política, da “média” e da “nova” política. Essas duas últimas envelheceram precocemente e terão que mudar os atores para rejuvenescerem).

Com a coragem de sempre e como quem conhece bem o processo, a Política no Brasil e no Amazonas virou comércio, e em ano de eleição a moeda de troca com os eleitores é o grito da demagogia do faz de conta.

O Amazonas paga um preço da Incompetência, pelos arroubos arrogantes daqueles que em eleições se fantasiam de “humildes candidatos”. O Amazonas padece a tempos de prosperidade e realizações pela falta de sabedoria, falta de conhecimento, falta de habilidade e tato político em favor da POPULAÇÃO e por falta de competência que proporcione o básico na defesa eficaz e segura para o seu povo.

Um exemplo é o atual cenário do caso IPI, isso se arrasta a tempos e ninguém fala em alternativas e modelos econômicos que possam, no futuro, tirar Manaus e o Amazonas de serem reféns desse modelo.

Gerações políticas do “MiMiMi”, na sua maioria o poder lhes fizeram corromper-se e perderam-se da direção e da oportunidade de serem verdadeiros líderes, viraram verdadeiros girassóis políticos, vendiam esperanças, chegaram bem avaliados como alternativa em eleições, mas acabaram enterrando sonhos e projetos por pura vaidade.

Uns entraram no ostracismo, outros procuraram atalhos da política, rendendo-se ao sistema na qual combatiam veemente até ganharem um cargo eletivo ou um espaço em cargos de governos.

O Amazonas inteiro, o estado mais cobiçado do planeta sofre por “agentes e gestores” irresponsáveis e aventureiros que na sua maioria nunca soube o que é TRABALHO e nunca geraram um emprego sequer, fizeram da política suas “profissões” e não tem autoridade para falar desse tema.

Acredito muito que no ano de 2022, um ano de avivamento e oportunidade única, diante de tanto sofrimento e perdas de vidas e de inúmeros descasos da classe política oportunista, possamos virar esse jogo.

Eu acredito, tenho muita fé e estarei firme e forte na luta e na linha de frente por esta grandiosa causa. Anotem aí! Até abril haverá novidades que transformarão esse momento difícil em momentos prósperos e virtuosos! Aguardem!

O poder de Deus está na palavra, os políticos como é de praxe, esqueceram que nesses últimos dois anos de pandemia, uma legião de pessoas desesperadas com o que estava acontecendo pediam intercessão de Deus na vida delas, já os políticos em sua maioria zombavam daqueles que agonizavam, esse mover da resposta de Deus virá na próxima eleição, conduzindo seus filhos a fazerem a diferença nas urnas.

Encerro dizendo: A única coisa infalível sobre qual podemos firmar a nossa Fé e que nos fará realizar grandes coisas para DEUS nos dias que virão, é a palavra de Deus Vivo. 🙌🔥🙏

Estamos em 2022 o ano do Avivamento. Vejam que interessante o que diz essa passagem bíblica:

Jeremias 22:22. “Agora, de repente, todos os seus governantes serão levados pelo vento; as nações aliadas irão para o exílio como escravas. Dentro em breve, com certeza, você também será envergonhada e humilhada por causa de toda a sua maldade!”, Bíblia.

*Empresário

Qual Sua Opinião? Comente: