Mensagem do Céu (tatuagem)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Por Tom Claro*

Quando o apóstolo Paulo enfatiza: ”Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós.”(I Coríntios 3:16), estava dando uma dura advertência aos crentes em Corinto, a fim de não aderirem aos costumes de uma sociedade perversa e imoral daquele tempo.
Como templo e morada do Espírito Santo o meu corpo e o seu, querido leitor, não deve ser usado para as coisas imorais. Hoje o termo “juntos e misturados”, tão usual até mesmo no meio do povo de Deus, leva muitos a cair na vala comum do pecado. Como assim? Vejamos o que diz o escritor de Levítico sobre marcar o corpo e fazer tatuagens, por exemplo: “Não fareis lacerações na vossa carne pelos mortos; nem no vosso corpo imprimireis qualquer marca. “Não fareis cortes no corpo como sinal de lamento pela morte de alguém, também não fareis nenhuma tatuagem.” (Levítico 19.28).

Infelizmente a sociedade imoral e pecaminosa vai dizer: ”Eu faço o que bem entender do meu corpo!” Lembre-se: Deus é que nos dá corpo, alma e espírito. Todo poder emana do Altíssimo.

A mensagem do Evangelho de Cristo parece dura para quem rejeita a transformação e a regeneração. Para muitos é preferível viver agradando o mundo e ser aceito pela sociedade pecaminosa a tomar uma atitude em favor da sua salvação.

Quando no Salmo I nos revela um contraste entre a atitude do justo e do ímpio para com a Lei de Deus, devemos ficar atentos quanto às nossas atitudes perante o Criador. O justo ama e medita constantemente na Lei do Senhor, enquanto o ímpio a odeia.

Este Salmo fala da Palavra de Deus e nos possibilita dois caminhos: o caminho da bênção e o caminho do juízo. A bênção é derramada sobre aqueles que meditam na Palavra de Deus, mas o juízo divino é derramado sobre aqueles que se rebelam e passam de largo à essa Palavra.

*O autor é radialista e diácono da Igreja Evangélica Assembleia de Deus Tradicional

Qual Sua Opinião? Comente: