Mais de três toneladas de lixo já saíram dos igarapés em seis meses

O trabalho da Prefeitura de Manaus de limpeza dos igarapés da cidade já percorreu mais de 170 quilômetros de extensão de rios e córregos no primeiro semestre deste ano. O resultado da ação é a retirada de mais de três mil toneladas de lixo nessa modalidade. O serviço, coordenado pela Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp), é diário e divide equipes em vários pontos da rede de igarapés, com o intuito de ampliar o alcance da ação. 

“São mais de 100 trabalhadores mobilizados só nessa atividade, que envolve limpeza dos canais, capinação das encostas, remoção mecanizada, manipulação de retroescavadeiras hidráulicas, balsas e botes de apoio. Paralelamente a essa operação, ainda há o trabalho das equipes de conscientização e varrição da cidade, que complementam o serviço”, explicou o secretário da Semulsp, Paulo Farias. 

Ele explica que a limpeza dessas áreas é uma das prioridades. “A limpeza dos igarapés não é apenas uma questão estética. Para o prefeito Arthur Neto, trata-se de uma questão sanitária, de qualidade de vida. Por isso há tanta atenção para o trabalho”, complementou Farias. 

Por dia, mais de 20 toneladas de lixo são retiradas dos rios da cidade pelas equipes da Semulsp. Nesta quintafeira, 11/7, a operação da Prefeitura passa pelos igarapés do 40 (zona Sul), Franco (Avenida Brasil, zona Oeste), orla da Manaus Moderna (zona Sul) e igarapé da Comunidade da Sesau, no Japiim (zona Sul).

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta