Exclusivo: Vacinação para maiores de 50 anos não começará na segunda, como prometeu Pazuello

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

A vacinação das pessoas na faixa etária dos 50 aos 69 anos não começará na segunda-feira no Amazonas, como prometeu o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Um ofício que chegou hoje à Fundação de Vigilância em Saúde do Estado (FVS-AM) informa o envio em fevereiro apenas de um carregamento destinado a povos e comunidades ribeirinhas, quilombolas e trabalhadores da saúde. Para março há previsão de doses apenas para a faixa etária de 60-69 anos.

Para fevereiro, o Ministério da Saúde prevê o envio de 166.143 doses para povos e comunidades tradicionais ribeirinhos; 8.563 doses para povos e comunidades tradicionais quilombolas e 3.460 doses para trabalhadores de saúde. Não existe nenhuma referência à faixa etária de 50 a 69 anos.

Somente para março serão enviadas doses para a faixa etária que vai de 60 a 69 anos. O MS prevê o envio de 26.682 doses para trabalhadores de saúde; 38.267 doses da Astrazeneca mais 18.532 doses da Coronavac para a faixa etária de 65 a 69 anos e 65.080 para a faixa etária dos 60 aos 65 anos. Outras 6.198 doses serão encaminhadas também para profissionais da saúde.

Não existe ainda nenhuma previsão para a faixa etária dos 50 aos 60 anos.

Nova promessa

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, garantiu ao prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), que é possível incluir professores no próximo grupo prioritário, que começará a ser vacinado contra a Covid-19, a partir de março. A notícia foi dada durante reunião virtual nesta sexta-feira, 19/2, com os integrantes da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) das capitais, da qual David compõe a Comissão de Vacinação. O ministro também assegurou que um novo lote de vacinas chegará à capital do Amazonas na próxima terça-feira, 23.

O prefeito David Almeida ressaltou a importância da prioridade da vacinação para professores, um pleito da FNP, e também reiterou que Manaus está pronta para receber novas doses e continuar a vacinação.

“Quando recebermos as doses destinadas a Manaus, estaremos preparados para vacinar a população, inclusive aumentando os postos, se necessário. Temos a estratégia e a logística, só faltam mais vacinas”, disse David.

Para contemplar os professores, o ministro afirmou que vai fazer uma adaptação no Plano Nacional de Imunização. “Vamos atender os profissionais da Educação o mais rápido possível, muito provavelmente em março”, destacou Pazuello.

O ministro disse ainda que o objetivo é começar a vacinar 4,7 milhões de brasileiros entre o fim de fevereiro e início de março. São 2 milhões de doses da vacina de Oxford e 2,7 milhões da CoronaVac.

Qual Sua Opinião? Comente:

Este post tem 2 comentários

  1. ANTONIO CARMO PEREIRA DA SILVA

    Uma péssima notícia para todas as pessoas com a idade de 50 a 69 anos

  2. FRANCISCO JOSE CRISTO FERNANDES

    Uma péssima notícia pra Manaus. Agora não podemos relaxar o Lockdown. Temos que vencer a guerra contra a Covid-19 .

Deixe uma resposta