Estudantes do Amazonas farão provas do Enem terça e quarta, com alerta de aglomeração

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

O Governo do Amazonas decretou ponto facultativo nas próximas terça (22/02) e quarta-feira (23/02), para a aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em Manaus. A informação foi divulgada pelo governador Wilson Lima (PSC), que fez um apelo para que a população evite sair à rua no horário em que os alunos irão aos colégios, para evitar aglomerações. Segundo ele, a Prefeitura de Manaus já se comprometeu em adotar as mesmas medidas.

Wilson Lima destacou que conversou com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e com o Ministério da Educação (MEC) para que o exame fosse realizado nos próximos meses, entretanto, todos os inscritos no Amazonas poderiam ficar sem fazer a prova.

Para não correr esse risco de deixar mais de 200 mil candidatos sem poder realizar a prova, o Governo do Estado decidiu pela autorização.

“Essa medida é para garantir que os alunos tenham acesso ao nível superior, ao ensino superior. Nós fomos informados que, se se prorrogasse mais uma vez, neste ano não seria mais possível a realização dessa atividade, e muitos alunos estariam penalizados. Então, é importante que haja um esforço de todos e que evitem, ao máximo, estar nas ruas na terça e quarta-feira, principalmente no horário entre 11h e 13h, que é o momento em que os candidatos estarão se locomovendo para as salas de aula”, reforça o governador.

O Amazonas conta com 206.076 candidatos inscritos, sendo 160.576 em Manaus e outros 45.500 nas demais cidades do interior, conforme levantamento do MEC.

Cessão de escolas

A Secretaria de Estado de Educação e Desporto, a pedido do Ministério da Educação, cedeu 292 escolas do Amazonas para a aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Deste total, 141 são em Manaus e 151 nas demais cidades do estado.

Para a realização do Enem Digital 2020, 19 escolas da capital serão cedidas. As unidades escolares estão em todas as zonas da cidade. A prova digital do Enem é a versão informatizada do exame. O candidato, em vez de resolver a prova no papel, vai ler e responder às questões diretamente no computador.

A Fundação Cesgranrio é a responsável pela aplicação dos exames. O Ministério da Educação é o responsável pela logística, recursos humanos e aplicação das normas de segurança contra a transmissão de coronavírus. A Secretaria de Educação não tem responsabilidades no processo.

Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho do estudante e colabora para o acesso à educação superior, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade para Todos (Prouni), instituições portuguesas, além de financiamentos e apoio estudantil, como o Financiamento Estudantil (Fies).

O exame consiste em quatro provas objetivas, com 45 questões cada. São avaliadas as Linguagens, códigos e suas tecnologias; Ciências humanas e suas tecnologias; Ciências da natureza e suas tecnologias; Matemática e suas tecnologias, além da Redação.

Qual Sua Opinião? Comente:

Este post tem um comentário

  1. Alexandre Silva

    https://agencia.fiocruz.br/covid-19-pediatras-da-fiocruz-falam-sobre-vacinacao-de-criancas-e-adolescentes?utm_source=Facebook&utm_medium=Fiocruz&utm_campaign=campaign&utm_term=term&utm_content=content

    Volta as aulas presenciais

    Diante do cenário de crise Causado pelo corona vírus a necessidade de equilíbrio das relações de consumo em momento de retração econômica e proteção à vida, saúde e segurança do consumidor, como prevê o Código de Defesa do Consumidor (CDC) e proteção da vida e da saúde das crianças, jovens e adolescentes, conforme estabelece o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

    Portanto exigir que a criança ou adolescente vá a aula presencial sem ter sido vacinada estará cometendo um crime gravíssimo, já que haverá uma grande onda de contaminação e mortes. Recentemente uma criança de 3 meses veio a obtido em Manaus por causa do corona vírus.

    O Ministério Público e o Conselho Estadual de EDUCAÇÃO, não podem permitir o RETORNO AS AULAS SEM QUE NOSSAS CRIANÇAS E ADOLESCENTES ESTEJAM IMUNIZADOS PELA VACINA.

Deixe uma resposta