“Estou sendo difamado porque critiquei a candidatura de Nejmi Aziz a prefeita de Manaus”

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

marcelo generoso

O dirigente do PSDC, Marcelo Generoso, procurou o blog para dizer que está sendo difamado na internet porque fez críticas a um possível lançamento da candidatura da ex-primeira dama, Nejmi Aziz, à prefeitura de Manaus. Sites e perfis que seriam ligados a ela o acusam de ter estuprado uma garota e de ter cometido estelionato.

“Essa chuva de acusações surgiu logo após meus questionamentos sobre a possível candidatura da esposa do senador Omar Aziz, Nejmi Aziz. Fiz uma simples matéria expondo minha opinião. Não estou dizendo que ela esteja por trás, mas isso tudo começou após a publicação de uma simples postagem”, diz ele.

Segundo Generoso, seus acusadores chegaram a quebrar o segredo de Justiça de um processo que ele responde. “Não fui ainda nem convocado a depor. Trata-se do caso de uma moça que apareceu morta em um prédio onde funcionou o Movimento Democrático Estudantil, que eu dirigia. Ocorre que, quando o crime ocorreu, nós não estávamos mais lá. Fui arrolado pelo fato de ter trabalhado ali. Eles não querem saber e me chamam de estuprador. Sou cristão. Não compactuo com essas práticas. Vou tomar minhas providências”, prometeu.

Os acusadores de Generoso dizem ainda que tiveram acesso a áudios do Ministério Público que o incriminam por estelionato. “O Movimento Democrático Estudantil, que eu dirigi e hoje é tocado por adversários, me acusou de fabricar uma carteira com a sua logomarca, mas a falta de provas fez com que o processo voltasse para a delegacia de origem para pericia e diligências. Eu tenho vídeo, áudio e outros documentos que provam que tudo foi armação do MDE. Tenho até testemunha e no dia da audiência eu vou provar toda essa farsa”, garantiu.

“Já cometi erros, sim, e paguei por eles, mas nunca fui estuprador nem estelionatário. Pedi ao presidente do PSDC, Cícero Lima, que instaure procedimento no conselho de ética do partido. Eu me garanto, sei que passarei com louvor porque de tudo do que me acusam não pode ser provado. Aos demais que publicaram e replicaram essa matéria difamatória, aviso que vão responder na Justiça sem piedade”, concluiu.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta