Empatia e misericórdia

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Empatia é a capacidade de se colocar no lugar de outrem. É a palavra chave para este momento de pandemia. Colocar-se no lugar do outro, não julgar quem precisa sair de casa e também não julgar quem fica em isolamento.

Empatia e misericórdia caminham juntas. Misericórdia significa literalmente carregar a dor de um coração. Jesus disse: “felizes os misericordiosos porque alcançarão misericórdia”. Este é um momento onde disputas políticas devem ser deixadas de lado; debates ideológicos devem ser substituídos pela busca em socorrer os doentes e desassistidos.

A fome e a dor não possuem cores ou raças. Nestas horas o Judeu acolhe o samaritano, o samaritano acolhe o judeu. Nestas horas o intelectual se torna humilde e aprende com a dor alheia. Nestas horas o rico descobre que a maior riqueza é a solidariedade!

Empatia e misericórdia caminham juntas. O religioso não pergunta ao ateu se ele crê, mas oferece-lhe amor. O jovem diminui os seus passos para acompanhar o ancião em sua jornada. O ancião de graça distribui sua sabedoria de vida!

Felizes são os misericordiosos. São felizes não pelo que possuem, mas pelo que podem oferecer. São felizes não por estarem sempre sorrindo; mas por poderem enxugar as lágrimas de quem sofre. Felizes são os misericordiosos porque o Senhor Jesus já os alcançou com o seu grande e eterno amor.

Que no Brasil de hoje a empatia e a misericórdia substituam a arrogância e a ânsia pelo poder. Que se esqueça o protagonismo individual e se fundamente o esforço coletivo em busca do melhor para os cidadãos da nação. Que a empatia e a misericórdia triunfem e toda esta dor venha logo a cessar!

Qual Sua Opinião? Comente: