Em defesa dos cobradores de ônibus

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) tomou ontem (3) uma decisão que favorece os empresários do transporte coletivo, porque permite que os motoristas de ônibus, além de dirigir, possam também cobrar a tarifa de ônibus, sem serem recompensados com salários adicionais.

Com essa decisão, as empresas vão querer dispensar os cobradores e cobradoras de ônibus, já que ficam facultadas de manter ou não essa função. Eu não aceito isso. Significa milhares de pessoas desempregadas, a maioria mulheres, aumentando ainda mais a fome e a miséria na cidade, agravada com a pandemia deste ano.

Também considero uma situação injusta, já que as empresas do transporte coletivo receberam este ano mais de R$ 120 milhões em incentivos e subsídios públicos, sem cumprirem com as exigências impostas em lei municipal, de renovar e ampliar a frota de ônibus, para a melhoria do sistema.

Vamos questionar essa decisão e continuar lutando para melhorar o transporte coletivo, mas garantir os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras.

Qual Sua Opinião? Comente: