Direita e esquerda se unem para homenagear a Zona Franca

Os deputados federais Capitão Alberto Neto (PRB), apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e convicto militante de direita, e José Ricardo Weddling (PT), maior representante da esquerda hoje no Amazonas, se uniram para promover nesta sexta-feira (15), às 15h (horário Brasília) na Câmara dos Deputados, uma solenidade alusiva aos 52 anos de existência da Zona Franca de Manaus (ZFM), comemorado no dia 28 de fevereiro. 

A ocasião, segundo o parlamentar petista, não será apenas de comemoração, mas também para refletir sobre o modelo econômico e cobrar políticas de desenvolvimento do Amazonas. “A Suframa precisa ter definições claras quanto à gestão e à política industrial e de desenvolvimento, já que administra a política de incentivos fiscais para a Amazônia Ocidental.  Um instrumento para garantir a implantação de empreendimento para gerar empregos e oportunidades”, declarou José Ricardo.

Ele destaca ainda que é preciso refletir sobre o papel e a responsabilidade do novo Governo Federal com o desenvolvimento de uma região tão importante quanto a Amazônia, e essa Sessão Solene é uma oportunidade para esses debate.

A preocupação deve-se principalmente às ameaças do executivo federal, por meio do ministro da Economia, Paulo Guedes, em relação à política de incentivos fiscais no Brasil, o que afetará diretamente a ZFM, dada a importância do Polo Industrial, que hoje sustenta o Estado e tem influência em toda a região.

“O PIM precisa de uma política clara do Governo, apoiando ações de ciência e tecnologia para se buscar novas alternativas para a economia da região amazônica”, diz o petista.

Assuntos como o protagonismo, fortalecimento e gestão da Suframa, como também incentivos a setores econômicos deverão ser debatidos na Sessão Solene que contará com a presença do novo titular da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Alfredo Menezes.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry

LEAVE A REPLY