Decano da ALEAM aposta que em dois meses haverá vacina para todos no Brasil

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

“Nós temos uma estrutura fantástica de vacinação que é o SUS (Sistema Único de Saúde), mas não conseguíamos vacinar mais porque não tínhamos vacina. Esse problema será superado em pouco tempo. A expectativa é que teremos vacina para todos em dois meses”. A aposta é do decano da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado estadual Serafim Corrêa (PSB), que comemorou hoje, durante sessão híbrida da ALE-AM (Assembleia Legislativa do Amazonas), a suspensão da obrigatoriedade da fase 3 de testes para uso emergencial de vacinas pela Anvisa (Agência Nacional Reguladora).

A mudança agilizará a aprovação de imunizantes contra a Covid-19 e facilitará a compra de vacinas, segundo ele. “Meses atrás, de um lado a ciência dizia que a saída para vencermos a pandemia é vacinar. O governo brasileiro, no entanto, entendia o contrário, dizia até que quem se vacinasse viraria jacaré. Vivemos uma situação semelhante há 100 anos e a saída foi a vacina. De outro lado a Anvisa colocou exigências como a terceira fase da vacina ser feita no Brasil. Começou pelo novo presidente da Câmara dos Deputados que entoou o mesmo mantra dos cientistas: vacinar, vacinar, vacinar. Todos concordam que o caminho é vacinar. Mais tarde, a Anvisa se reuniu e decidiu acabar com a exigência que ela colocava anteriormente”, afirmou Serafim.

O parlamentar mencionou a negociação de 30 milhões de doses de vacina com a Rússia e Índia, além da vinda de 46, 9 milhões de doses da aliança global Covax Facility, o que avançará a vacinação pelo país.

“Essas são duas ótimas notícias, porque o caminho é a vacinação. Esse é o caminho que a ciência nos aponta. , defendeu o deputado ao exibir um vídeo em que mostra o ligeiro avanço da vacinação do país, apesar de ter iniciado tardiamente.

Segundo dados do consórcio de imprensa, até esta terça-feira, 3, 2,7 milhões de brasileiros haviam sido imunizados, o que representa 1,31% da população brasileira.

“De outro lado, dizer que o Brasil já é o 8º país do mundo em vacinação. E para nós que moramos em Manaus, a vacinação, que andava meio capenga, disparou. E a informação que tive, é que anteontem e ontem foram vacinadas cerca de 10 mil pessoas. Se nós mantivermos esse ritmo, rapidamente a população estará imunizada. A boa notícia é que o número de morte dos últimos dez dias vem caindo e as medidas adotadas vem surtindo efeito. Com a vacinação iremos superar o problema que a pandemia nos trouxe”, concluiu.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta