Casos de câncer de pulmão têm diminuído, mas os de mama estão aumentando

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Com o tema “Eu sou e eu vou: juntas, todas as nossas ações são importantes”, a campanha do Dia Mundial do Câncer deste ano aborda a relevância das ações individuais, quando somadas, para alcançar um futuro mais saudável. A data é comemorada nesta quinta-feira (04/02) e chama a atenção para o “Desafio dos 21 dias” para a adoção de hábitos. Segundo o diretor-presidente da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), mastologista Gerson Mourão, as pessoas têm um papel relevante no controle do câncer, como a mudança de hábitos para se evitar a doença. Ele cita, por exemplo, os casos de câncer de pulmão que têm diminuído a incidência, mas, por outro lado, os de mama têm aumentado..

O Dia Mundial do Câncer é uma iniciativa global organizada pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC), com o apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS). A data foi instituída há 21 anos, por meio da Carta de Paris, para o combate ao câncer.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), do Ministério da Saúde (MS), são estimados para o Brasil 625 mil novos casos de câncer para cada triênio 2020-2022. Em 2020, no Amazonas, a estimativa era de 5.410 novos casos de câncer, com destaque para câncer de colo do útero (700), câncer de próstata (480) e câncer de mama (450).

“O câncer de pulmão é causado pelo tabagismo, assim, parar de fumar garante a saúde para a pessoa que abandonou o vício e para os familiares – fumantes passivos. Significa que temos como evitá-lo. No caso do câncer de mama, não há essa possibilidade, uma vez que não há prevenção”, pontua o médico especialista.

Os números demonstram, frisa o médico especialista, que mudar hábitos, como adotar uma alimentação saudável, não fumar, praticar atividades físicas, evitar o excesso de bebidas alcoólicas são fatores importantes para se evitar o desenvolvimento do câncer.

Casos de câncer

Conforme o médico especialista, a OMS alerta que, se nada for feito nos próximos 20 anos, a expectativa é que o número de pessoas com câncer dobre no Brasil e no mundo. “Essa informação é preocupante, porque quando analisamos a incidência da doença nos 5 mil municípios brasileiros, mais de 500 têm como principal causa de morte o câncer. A previsão para o ano de 2030 é que, em todos, a principal causa de morte seja o câncer”, alerta.

Diagnóstico

Os exames de rastreio para o diagnóstico do câncer são realizados em consultas de rotina com médicos especialistas, por exemplo, ginecologistas, urologistas e mastologistas em Unidades Básicas de Saúde dos municípios ou em consultas particulares.

Tratamento

A FCecon é um hospital de alta complexidade, assim, é disponibilizado o tripé para o tratamento de câncer – Cirurgia, Radioterapia e Quimioterapia, além de oferecer 119 modalidades de procedimentos ligados à oncologia para que o paciente consiga concluir o tratamento.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta