Amazonino “sincerão” surpreende; Arthur e até Bolsonaro entram na propaganda

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Os primeiros momentos da propaganda eleitoral deixaram bem claras as estratégias de cada um dos nove candidatos a prefeito de Manaus que têm tempo de TV e rádio – Chico Preto (DC) e Gilberto Vasconcelos (PSTU) não participam porque seus partidos não têm representação na Câmara dos Deputados. O favorito nas pesquisas, Amazonino Mendes (Podemos), surpreendeu ao adotar um estilo “sincerão”, admitindo o desgaste da classe política. O prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB) mostrou que vai defender sua gestão no programa de seu candidato, Alfredo Nascimento (PL) e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) apareceu no horário do Patriota, do Coronel Menezes, em vídeo enviado ao candidato no início da campanha.

David Almeida (Avante) adota a estratégia de se dizer preparado inclusive fisicamente, deixando implícito que o principal adversário, Amazonino, não tem preparo físico para suportar a Prefeitura; Ricardo Nicolau (PSD) usou sua atuação no hospital de campanha Gilberto Novaes, da Prefeitura de Manaus, e um tom emocional relacionado à pandemia para se colocar como alternativa; Alberto Neto (Republicanos) preferiu se apresentar e usar o fato de ser vice-líder do governo federal para atrair o voto de Bolsonaristas; Zé Ricardo (PT) incorporou o “homem da kombi” e escondeu a desgastada estrela do PT pela primeira vez; Coronel Alfredo (Patriota), além de usar o vídeo em que Bolsonaro lhe deseja sorte e manda um abraço, apareceu em uma ára degradada da cidade para usar uma expressão muito cara à direita – “acabou a mamata”; já Romero Reis (Novo), com pouco tempo, apenas criticou a classe política e se colocou como alternativa e Marcelo Amil (PC do B) agradeceu a recepção nos bairros.

Pouco se falou ainda neste primeiro momento de propostas para resolver os principais problemas da cidade. Os candidatos priorizaram o discurso político, de posicionamento. Foi apenas a largada de uma campanha de 33 dias, que promete fortes emoções, mas ainda está longe de esquentar.

 

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta