Tudo são vaidades

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Por Edilson Martins*

Vaidades de vaidades, tudo é vaidade, já disse o Pregador, filho de David, Rei de Jerusalém

Wilson Witzel, ex-juiz, governando o Rio, eleição surpreendente, sonha presidir o Brasil.

Mal começou, já falta com a verdade.

Informou ter estudado na Universidade de Harvard, o que nunca aconteceu.

Mentiu, na maior cara de pau.

No pacote do presidente, Damares e Ricardo Salles, figuras relevantes do bolsonarismo, para o bem ou para o mal, depende da leitura, já cometeram o mesmo pecado, turbinando, com método, seus currículos.

Só a direita, sempre plena de soberba, de exibição, é vaidosa, é capaz de mentir?

Não.

Dilma Rousseff e Celso Amorim, ilustres comissários, figuras de proa da esquerda, não ficaram livres dessa mosca azul, desse sonho dourado de autopromoção, um dos derivados do culto à personalidade..

E assim caminha a humanidade, principalmente os homens que lideram os homens.

*O autor é jornalista

Qual Sua Opinião? Comente: