TRE-AM determina realização de nova eleição em Coari e primo de Adail Filho assume Prefeitura, podendo ser candidato

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

O plenário do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) decidiu agora há pouco, por unanimidade, pelo indeferimento da candidatura à reeleição do prefeito reeleito Adail Filho (Republicanos) e pela realização de uma nova eleição em Coari no prazo máximo de 40 dias. O argumento principal é o de que seria o terceiro mandato no núcleo familiar, já que Adail Pinheiro, o pai, foi eleito em 2012 e o filho em 2016. Cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Curiosamente, quem assume a Prefeitura até a realização de novas eleições é o vereador Keiton Pinheiro, primo do prefeito. Ele foi o vice na chapa deste na disputa eleitoral deste ano e pode ser candidato no novo pleito, porque não é parente em primeiro grau dos Adail.

Foi a coligação “Ficha Limpa Coari”, que lançou o empresário Robson Tiradentes Junior (PSC) a prefeito – ele foi o segundo colocado no pleito – quem impetrou a representação acolhida pelo TRE-AM. O tio dele, o também empresário e advogado Ronaldo Tiradentes, foi quem atuou em apoio ao Ministério Público Eleitoral, que opinou pelo indeferimento da candidatura.

Na eleição deste ano, Adail Filho obteve 59,45% dos votos, contra 23,74 de Robson Tiradentes.

 

 

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta