TCE abre ao público amanhã exposição que conta a história dos 65 anos da corte

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

exposição do tce

Uma viagem histórica, com flashes de quase sete décadas e projeções do futuro. Assim é a exposição dos 65 anos do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) que será aberta nesta quarta-feira (14/10), às 10h, para visitação — no hall de entrada do órgão — aos servidores, aos jurisdicionados e à sociedade civil. A exposição segue até dezembro deste ano.

Batizada como “TCE-AM – 65 anos de História e Compromisso com o Futuro”, o projeto expográfico — assinado pela curadora e museóloga Veralúcia Ferreira de Souza — integra as atividades em comemorações do aniversário Corte de Contas amazonense e é “uma espécie de prestação de contas do que foi feito, do que está sendo feito e do que será feito”, segundo explicou o coordenador-geral da mostra, Josetito Lindoso.

A exposição é dividida é cinco etapas e foi concebida após três meses de pesquisa. A primeira, subdivida em três módulos, aborda sobre a criação da Corte de Contas no dia 14 de outubro de 1950 e todos os percalços enfrentados na época, com clippings de jornais e registros fotográficos de reuniões do pleno.

A segunda fase da exposição, também subdivida em três módulos, trata do trabalho preventivo do TCE-AM em relação ao meio ambiente com destaque para a interiorização Ouvidoria Ambiental do Corte Contas, que é finalista do prêmio Innovare deste ano. “Estamos apresentando à sociedade toda a logística da Ouvidoria Ambiental para chegar aos 62 municípios e os projetos do setor. É uma breve explanação do trabalho pioneiro do TCE, que é destaque junto aos demais Tribunais de Contas do pais”, comentou Josetito Lindoso.

Nos três módulos referentes à Escola de Contas Públicas, a exposição conta a história da implantação da ECP, que hoje integra a rede estadual de ensino, até a sua modernização, com as obras na nova sede, cuja inauguração está agendada no dia 17 de dezembro deste ano. Nesta fase, são apresentados os avanços da escola, a qual já formou mais de 15 mil pessoas ao longo de seis anos, transmite aulas vias satélite e está autorizada a realizar curso de pós-graduação.

Na etapa que fala do futuro, a exposição apresenta, pela primeira vez, aos servidores do TCE e à sociedade, o projeto Museológico e Museográfico do Tribunal de Contas com a maquete em 3D das instalações do futuro museu do TCE. Iniciativa pioneira no país entre as Corte de Contas, o projeto do museu também deverá ser inscrito no prêmio Innovare.

Painel em 3D

A parte central da exposição “TCE-AM – 65 anos de História e Compromisso com o Futuro”, confeccionada em 3D pelo designer italiano Tommaso Abbruzzese, remeterá o visitante à uma sessão ordinária na década de 50, ainda no edifício tartaruga, no Centro. Ao sentar diante do painel, o visitante terá a impressão de estar naquela sessão de mais de 50 anos atrás.

Para o presidente do TCE-AM, Josué Filho, que solicitou que a exposição fosse aberta também à rede estadual e municipal de ensino, a mostra reafirma a inabalável trajetória do TCE-AM de bem servir ao povo do Estado do Amazonas. “A exposição abre uma cortina da história do Tribunal e representa um momento de reflexão sobre os grandes desafios que teremos de superar com competência e determinação”, comentou, ao informar que a exposição ficará aberta ao público nos próximos dois meses.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta