Quer fazer uma Faculdade particular? Saiba como escolher a que tem melhor avaliação

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Para quem está pensando em iniciar um curso de graduação em 2022, é importante pesquisar e ficar atento a alguns critérios que indicam a qualidade da instituição e dos cursos que oferece. Essa avaliação pode evitar dores de cabeça no futuro. Por isso, antes de escolher a escola, é bom entrar no site do Ministério da Educação (MEC) – www.portal.mec.gov.br. Ali estão informações que vão desde a criação de uma faculdade e se ela cumpre os pré-requisitos para oferecer determinado serviço, até os cursos que dispõe.

Entre as notas que podem ser verificadas no site estão o Conceito Preliminar de Curso (CPC) e o Índice Geral de Cursos (IGC). O CPC avalia cada curso individualmente e o IGC é a nota média de todas as graduações oferecidas pela instituição.

Tem, ainda, o Conceito Institucional (CI), que analisa a faculdade como um todo, desde a sua infraestrutura física, como bibliotecas, laboratórios, além da qualidade do corpo docente, entre outros itens. As notas vão de 1 a 5, sendo 4 e 5 considerado nível de excelência. “Na Santa Teresa todas as notas são nesse patamar de 4 e 5, o que nos coloca entre os melhores do país”, afirmou.

Outro ponto importante é o credenciamento do curso no MEC. Todas as graduações devem ser autorizadas pelo órgão, caso contrário, o aluno terá problemas porque não vai poder receber o diploma, alerta Amanda Estald.

Segundo a diretora geral da Faculdade Santa Teresa, Amanda Estald, antes de escolher a faculdade, o aluno também deve verificar a grade curricular do curso que pretende ingressar. “É importante verificar os conteúdos que serão trabalhados ao longo da graduação e quais as prioridades da instituição na preparação do estudante para o mercado de trabalho”, ressaltou.

A diretora orienta, ainda, pesquisar sobre o corpo docente da instituição, para saber se são profissionais de referência, com experiência no mercado e com chance de efetivamente contribuir na formação do aluno.

Ouvir a opinião de pessoas que estudam na faculdade pode ajudar na escolha, diz ela, assim como pesquisar se a instituição possui programas de apoio para o aluno ingressar no mercado de trabalho. “Seguindo essas orientações, o aluno estará muito mais preparado para fazer a escolha certa da faculdade”, avaliou.

 

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta