Prefeito de Autazes agita greve dos professores ao anunciar aumento

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print
No momento em que os professores do Estado acampam na sede do Governo, reivindicando um reajuste salarial de 15%, o prefeito de Autazes, Andreson Cavalcante (sem partido), anuncia que sancionou no último dia 16 deste mês, o maior reajuste salarial da história do município, direcionado aos profissionais da educação. A Lei Municipal 201/2019 aprovada pela Câmara Municipal de Autazes (CMA), autoriza o reajuste equivalente a 18,62%, referente aos anos de 2017, 2018 e 2019.

Professor por formação, o prefeito Andreson explica que educação é prioridade e precisa ser valorizada. Ele revela que já vinha há algum tempo fazendo um estudo técnico com a equipe da prefeitura, que viabilizasse o atendimento ao pleito dos servidores. O tema sempre foi uma de suas bandeiras de luta desde que iniciou a vida pública.
“A categoria merece respeito. Fizemos as contas com toda a nossa equipe e conseguimos chegar nesse valor de reajuste, mas também pagamos o abono dos professores dos anos de 2016 e 2017, que nunca tinham sidos pagos, então, é um sentimento de dever cumprido junto a uma classe fundamental para a formação profissional de nossos filhos e netos”, ressaltou o prefeito.
Conforme publicação no Diário Oficial, a concessão do reajuste é precedida de Estudo de Impacto Financeiro e Orçamentário que demonstra a viabilidade financeira e respeito aos limites constitucionalmente previstos para gastos com despesas de pessoal.
Os recursos são provenientes do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Os professores passarão a receber a remuneração a partir deste mês de abril.
Na capital, e em vários municípios do Amazonas, professores paralisaram as atividades e reivindicam 15% de reajuste salarial na campanha da data-base 2019.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta