Primeira coronel-aluna do Brasil é candidata a uma vaga na Câmara Municipal de Manaus

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Aos 42 anos, a advogada Ana Paula Aguiar disputa uma eleição pela primeira vez pelo Avante, mas não é bem uma cara nova na vida pública. Ela foi a primeira presidente da Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (Aades), cargo que exerceu por oito anos, passando por quatro governadores. E é procuradora concursada da Câmara Municipal de Manaus. Tendo cursado o ensino fundamental e médio no Colégio Militar de Manaus, foi a primeira mulher a assumir o posto de Coronel-Aluna no Brasil.

Casada com o delegado federal Wesley Aguiar e mãe de um filho de 16 anos, a candidata é filha de professora e de um regatão dos rios amazônicos, ambos já falecidos.  É graduada em Direito na Universidade Federal do Amazonas e pós-graduada em Direito Público – Constitucional e Administrativo.

Com o slogan “A Igualdade nos une. A Cooperação nos fortalece”, ela pretende usar as emendas parlamentares para a captação de recursos com a capacitação, legalização e fortalecimento das entidades do Terceiro Setor, para que sejam executadas políticas públicas duradouras e com eficiência, “gerando investimentos em Projetos que tragam desenvolvimento, emprego, renda e melhoria na qualidade de vida de nosso povo”.

Confira as principais propostas da candidata:

1. Lutar pela criação de uma Agência de Desenvolvimento Econômico e Social, que funcione como uma espécie de Escritório de Projetos do Município de Manaus, englobando os mais diversos eixos temáticos voltados para: saúde, educação, assistência social, esporte, inclusão, segurança, infraestrutura, mobilidade urbana, meio ambiente, sustentabilidade, empreendedorismo, produção rural.

2. Levar Projetos Sociais para nossas Comunidades, através de Emendas Parlamentares, proporcionando a execução de Políticas Públicas com eficiência, voltadas para Mulheres, Idosos, Crianças e Adolescentes, Pessoas Deficientes.

3. Incentivar o fortalecimento das Entidades do Terceiro Setor, promovendo a capacitação e legalização das mesmas para fins de captação de recursos, gerando investimentos em Projetos que tragam desenvolvimento, emprego, renda e melhoria na qualidade de vida de nosso povo.

4. Criar um canal direto de comunicação com a população, para que as pessoas possam: denunciar o que estiver ocorrendo de errado em suas Comunidades, pleitear a execução de políticas públicas e dar sugestões de Projetos de Lei em prol do bem comum.

5. Fiscalizar o Poder Executivo e o uso do dinheiro público, representando os interesses da população perante o Poder Público e Legislar, fiscalizar e dar voz aos Cidadãos.

6. Fortalecer os Direitos das Mulheres, através de Políticas Públicas que garantam melhores condições de vida, para que a Mulher possa se empoderar e quebrar o ciclo do preconceito e da violência.

7. Lutar pela criação de Programas permanentes no Município de Manaus voltados para os Idosos, para as Pessoas Deficientes, desenvolvendo Políticas Públicas de Inclusão Social para que as pessoas possam, com dignidade, viver a vida.

Qual Sua Opinião? Comente:

Este post tem um comentário

  1. Socorro melo

    Projeto realmente necessário, eu apoio

Deixe uma resposta