No último dia de 2020, microempresa fechou contrato de R$ 1,3 bilhão com a Prefeitura de Manaus

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

No dia 31 de dezembro, a Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad) publicou no Diário Oficial do Município um despacho de homologação contratando a microempresa Amazon Watt S/A para prestar o serviço de implantação, operação e manutenção de mini usinas fotovoltaicas para geração de energia distribuída às unidades consumidoras da Prefeitura de Manaus. O valor é impressionante: R$ 1,35 bilhão por 27 anos.

Tudo indica que a microempresa, que tem capital social de apenas R$ 120 mil, foi criada especificamente para este fim. Não se tem notícia de que a Amazon Watt atue no mercado de energia fotovoltaica em Manaus ou em qualquer outra cidade. Os proprietários são Leandro Gagliardi de Almeida Barreto e Lúcia Magalhães Cordeiro.

Curiosamente quem assina o despacho é o ex-secretário Lucias Bandieira Figueiredo, que continuou no órgão na virada do ano, agora como subsecretário.

O prefeito David Almeida (Avante) já deu sinais de que não pretende assinar este contrato mirabolante e deve chamar o auxiliar para das explicações sobre o assunto.

Veja abaixo os documentos da empresa e a homologação:

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta