Melo prega parceria de União, Estado e Prefeituras em encontro, mas faz exatamente o contrário na prática

O governador José Melo falou da importância da união entre os entes federados para que a Política Nacional de Assistência Social tenha êxito pleno. “Nós temos que dar as mãos – prefeituras, governo do Estado e governo Federal – porque se somarmos esforços vamos mais longe e aquele que precisa do nosso trabalho será atendido de forma mais rápida e eficaz”.

A afirmação foi feita durante o terceiro dia de atividades do III Encontro Estadual de Gestores e Técnicos da Assistência Social, que se estende até a próxima sexta (17), no auditório “Dorinha Prado”. O evento é destinado aos secretários municipais da assistência social e técnicos de referência e tem como finalidade a capacitação para a organização, estruturação e financiamento do Sistema Único de Assistência Social (Suas).

Confirmando o ditado popular – “faça o que eu digo, mas não faço o que eu faço” -, Melo tem tratado diferenciadamente prefeitos aliados dos adversários. Em viagens recentes ao interior, ignora solenemente aqueles que não são de seu arco de alianças e prestigia quem é alinhado a ele.

Em Manaus, nem se fala. Tem esticado um cabo de guerra com o prefeito Arthur Neto diariamente e mais recentemente simplesmente retirou o subsídio concedido pelo Estado às empresas de ônibus.

Apesar da postura do governador, o evento contou com presença do secretário municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos, Elias Emanuel, e da diretora executiva do Fundo Nacional de Assistência Social, Dulcelena Alves, representando o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), que abordou o tema “Perspectivas, Desafios e Avanços na Gestão e Financiamento do Suas”.

 

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta