Hora de incentivar novos investimentos na Zona Franca de Manaus

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

A empresa Mondial, que fabrica eletroportáteis e eletrônicos leves na Zona Franca de Manaus (ZFM), anunciou ontem (4) que comprou a fábrica da Sony, já que recentemente decidiu pelo fechamento da unidade em Manaus.

Fechar fábrica na Zona Franca é sempre motivo de preocupação. Hoje, o Polo Industrial de Manaus é a principal fonte de empregos e de arrecadação do Estado. Mas também deve ser motivo de incentivo saber que ainda há empresas, aqui instaladas, interessadas em expandir os seus investimentos na cidade, utilizando-se dos incentivos fiscais.

A Mondial informou que irá produzir três novas linhas, de televisão, de ar condicionado e de micro-ondas, empregando mais de 400 pessoas até o segundo semestre de 2021. Espero e torço que a empresa absorva e contrate os mais de 200 trabalhadores e trabalhadoras da Sony, que iriam se somar aos mais de 286 mil desempregados hoje no Amazonas, resultado da atual política econômica nacional, alavancada também pela pandemia.

Precisamos manter a defesa da Zona Franca de Manaus, ampliar para novas fábricas e geração de emprego, e não em substituição as que já estão aqui, mas buscar em paralelo outras matrizes econômicas para o Estado, como investir nos polos do turismo, do pescado, da moda, da indústria digital e 4.0, utilizando-se de todo o potencial e da biodiversidade da região.

Na Câmara Federal, vou continuar defendendo esse modelo, sempre atacado por interesses de outros estados e pelo atual Governo Federal, e contra a Reforma Tributária, que ameaça os empregos no Amazonas. Vamos continuar nessa defesa e nessa luta!

Qual Sua Opinião? Comente: