Grupo apresenta propostas ao novo Governo na área de Cultura

Um grupo de 50 pessoas envolvidas com a cultura no Amazonas reuniu-se no feriado da última quinta-feira, 15, para discutir propostas que foram encaminhadas à Comissão de Transição do governador eleito, Wilson Lima (PSC). Liderados pelo maestro Paulo Marinho, um dos produtores musicais mais prestigiados do Estado, eles querem influenciar a escolha do novo secretário de Cultura.

“Estamos dispostos a lutar por uma Cultura mais inclusiva”, diz Marinho. Ele lidera um time que inclui músicos, atores, palhaços, produtores culturais e secretários de cultura dos municípios, que elaborou uma espécie de plano de governo para o setor, “pensando no coletivo e principalmente na parte legislativa, onde estamos descobertos e desprotegidos”, ressalta o maestro.

O nome de Marinho passou a figurar como uma alternativa para a assumir a Secretaria de Cultura, ao lado de personalidades como o produtor cultural Chico Cardoso e o empresário de eventos Marcelo Alex, este último sócio do empresário Dissica Calderaro, dono da TV A Crítica, de onde saiu o governador eleito.

“Já tentamos várias vezes nos articular e organizar a classe artísticas pra reuniões com o intuito de propor projetos, melhor distribuição do orçamento, leis de incentivo à cultura e outras para benefício da classe. Confesso que a maioria foi frustrada, mas em algumas emplacamos projetos no governo. E independente de quem for o novo secretário queremos lutar mais uma vez pelo bem coletivo dos artistas”, conclui Marinho.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta