Fato raríssimo, que deveria ser regra no Amazonas: empresa decide patrocinar judoca

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

judoca

A judoca Rita de Cássia Reis, de 20 anos, pode se considerar uma abençoada. Diferente da maioria dos atletas de nível do Estado, ela conseguiu um patrocínio na iniciativa privada. Assinou ontem com a empresa Costa Rica um contrato de um ano. As bases não foram reveladas. Ela vai disputar uma vaga nas Olímpiadas do Rio de Janeiro de 2016.

“A Costa Rica, que é uma empresa genuinamente amazonense, decidiu que vai apostar em desportistas que dão orgulho ao nosso Estado e a Rita de Cássia foi a primeira escolhida pelo seu grande esforço e respeito ao Amazonas. Acreditamos que as empresas  comprometidas com a área social precisam fazer sua parte no incentivo ao esporte local”, disse o representante  da empresa, Francisco Torres.

A atleta amazonense Rita de Cássia viajou hoje  a São Paulo para integrar a Seleção Brasileira de Judô e se preparar para o Mundial Sub 21 de Abu Dhabi 2015, que será disputado de 23 a 27 de outubro nos Emirados Árabes Unidos.  Somente 20 atletas de todo o País foram convocados para o campeonato.

Para a atleta a iniciativa da empresa deveria ser seguida por outros segmentos da iniciativa privada e ela ressaltou que o apoio contribuirá diretamente para sua preparação rumo aos jogos olímpicos. “A ajuda da empresa vem em uma boa hora em que precisamos de recursos para Mundial de Abu Dhabi, um campeonato importante para as olimpíadas. Se tivéssemos mais empresas como a Costa Rica, nosso esporte estaria mais desenvolvido”, afirmou Rita.

Premiações

Aos 20 anos, Rita de Cássia faço faz parte da Seleção Brasileira de Judô desde o ano passado e começou a treinar a modalidade aos 15 anos. Na competição nacional, ela tem 4 medalhas de terceiro lugar no Brasileiro de Judô, 3  medalhas em segundo lugar  e 1 medalha  de primeiro lugar na mesma competição.

Já na competição internacional, ela participou do Circuito Europeu e ganhou 3 medalhas no terceiro lugar, 1 medalha em primeiro lugar na competição dos Estados Unidos Open e 1 medalha no primeiro lugar na competição do Sul-Americano.

A atleta representou o Estado e o País na 1ª etapa do Circuito Mundial Júnior disputado em Leibnitz, na Austria. Competindo entre as 20 melhores atletas do mundo, ela conquistou a 5ª colocação na competição internacional.

Ela venceu as suas duas primeiras lutas por ippon e perdeu de shido na semifinal para a turca Melisa Cakmakll, 3ª colocada no Campeonato Mundial de 2014; na disputa de 3º lugar a brasileira perdeu de shido para sua compatriota Larissa Farias, vice-campeã Mundialde 2014.

A empresa

Há 18 anos, a Costa Rica Serviços Técnicos Ltda. tornou-se a maior empresa de manutenção predial da Região Norte. Atuando com empresas da iniciativa privada e com a administração pública municipal estadual e federal, o trabalho se estende pelos Estados do Amazonas, Acre, Roraima, Rondônia, Ceará, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A Costa Rica possui cerca de 520 colaboradores, 450 só em Manaus. Entre eles há 12 técnicos denível superior, engenheiros Civil, Eletricistas, Mecânicos, Agrônomos, de Segurança do Trabalho, Químicos. Eles são os responsáveis técnicos nas atividades de manutenção. São os que atendem à demanda dos contratos firmados com as administrações pública e privada.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta