Do grupo de risco, cantor Zezinho Correa testa positivo e é internado por precaução

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

O cantor Zezinho Corrêa, líder do Grupo Carrapicho, foi internado na clínica Samel hoje, depois de testar positivo para a Covid-19. A assessoria dele diz que o quadro é estável e que o paciente não está usando nenhum artifício mecânico para auxiliar na respiração. Como é do grupo de risco – ele não revela a idade, mas já passou dos 70 anos -, os médicos acharam melhor interná-lo preventivamente.

Corrêa é um ícone da cultura amazonense. Liderou o Carrapicho na famosa turnê pela Europa na década de 90, que colocou o hit Tic-Tic-Tac, do parintinense Braulino Lima, entre as músicas mais tocadas no continente, a ponto de enriquecer seu compositor, graças aos direitos autorais internacionais que recebeu.

Muito discreto na vida pessoal, o cantor estava se preservando, mas ao que tudo indica contraiu a doença a partir da participação em um evento. Na noite de ontem, ele sentiu febre, dores no corpo e passou o final de semana com sintomas da COVID 19. O cantor realizou o exame PCR e no dia seguinte e foi diagnosticado positivo.

Realizou raio-x do tórax e o resultado apontou que o pulmão estava comprometido em mais de 50 a 75% do pulmão comprometido, saturação pulmonar em 97% estável. Ele foi internado na Samel para realizar a mediação e fisioterapia pulmonar e encontra-se estável

David

Internado desde ontem também na Samel, o cantor de toadas David Assayag, que também testou positivo para a Covid-19, passa bem, segundo boletim divulgado pelos médicos que o assistem.

Ele faz uso de oxigênio por causa das dificuldades respiratórias.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta