David pede apoio do Tribunal de Contas para evitar despesas que prejudiquem sua gestão

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Conforme o blog já tinha antecipado, o prefeito eleito de Manaus, David Almeida (Avante) foi ao Tribunal de Contas hoje pedir apoio para evitar que licitações em andamento ou que serão lançadas neste mês prejudiquem sua gestão. Ele foi recebido pelo presidente do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), conselheiro Mario de Mello, o vice-presidente Júlio Cabral e os conselheiros Josué Filho, Érico Desterro, Júlio Pinheiro e Yara Lins dos Santos.

Na oportunidade, o prefeito eleito informou aos conselheiros, em especial à relatora das Contas da Prefeitura de 2020, Yara Lins dos Santos, que ingressará com uma representação, nas próximas horas, para que recomende à Prefeitura de Manaus que se abstenha de realizar despesas que ultrapassem 31 de dezembro de 2020.

Integrantes da Comissão de Transição do prefeito eleito participaram da reunião oficial, que contou com a presença do secretário-geral de Controle Externo, Jorge Lobo. A reunião no gabinete da presidência durou pouco mais de 60 minutos e vários assuntos foram abordados no encontro. “Recebemos a visita institucional do prefeito eleito de Manaus e do vice-prefeito, em visita oficial, que nos pediu apoio no processo de transição na gestão municipal. O Tribunal de Contas continuará vigilante nas contas públicas, especialmente nesse período de pandemia que ainda assola todos nós, para resguardar os recursos públicos e fiscalizar a correta aplicação dos valores”, garantiu o presidente do TCE-AM, conselheiro Mario de Mello, que convidou os demais membros do colegiado para o encontro.

Durante a visita institucional, o prefeito eleito, David Almeida, ressaltou a preocupação com as contas públicas, sobretudo em relação as licitações, e pediu apoio da Corte de Contas para os trabalhos de transição na gestão municipal.

“Nossa visita foi para estreitar a relação com o Tribunal de Contas e para externalizar a preocupação com as contas públicas e com despesas que estão sendo realizadas e que extrapolam o fim do mandato. Receberei uma prefeitura com orçamento menor e obrigações já contratadas pela gestão anterior”, disse o prefeito eleito, David Almeida, ao relembrar que o TCE, em outras ocasiões, fez recomendações à administração municipal de Manaus.

Foto: Ana Claudia Jatahy

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta