Dallas critica postura do governo, “que dá com uma mão e toma com a outra”

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

dallas maior

O deputado Wanderley Dallas (PMDB) afirmou hoje que o governador José Melo (PROS) está tentando iludir a população ao anunciar a isenção do ICMS para a anergia gasta pelas empresas do Pólo Industrial de Manaus. “Isso é nada diante do muito que ele vai arrecadar aumentando a alíquota do mesmo imposto de 17% para 18%. Este aumento vai pegar todos os cidadão, porque será repassado para os produtos”, afirmou o parlamentar.

Para Dallas, o governador já está na “boca do povo” como aquele que mais penalizou o contribuinte, diante da crise econômica. “Não se tem notícia dos resultados da primeira reforma que ele realizou, a não ser das demissões de centenas de funcionários comissionados. E para cada tungada no bolso do cidadão, ele aparece com um factóide para tentar abafar o que há de ruis”, diz o parlamentar.

“Primeiro foi essa história de diminuir o próprio salário em 10%. Será que ainda existe um cidadão ingênuo que imagine que esta quantia vai fazer falta ao governador e a seus secretários? Agora é essa isenção de ICMS nas contas de energia das empresas do PIM, desde que elas invistam em projetos sociais. Como é que se vai fiscalizar isso? Quem vai tomar conta destes investimentos? Para onde esse dinheiro vai? É tudo muito obscuro”, avalia Dallas.

“Volto a insistir: se quisesse mesmo economizar, sem penalizar os pais de família que agora estão desempregados, o governador deveria suspender os pagamentos milionários a empresas de projeto, que não fazem uma única obra, e reduzir os gastos c om fornecedores e empreiteiras. Ao invés disso, a toda hora os burocratas do Estado sugerem extinção de órgãos e empregos”, acrescentou.

Dallas vai encaminhar ofício à Secretaria de Fazenda solicitando a presença do secretário Afonso Lobo para explicar melhor a isenção do ICMS.

 

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta