Com pinta de candidato, Amazonino lança projeto muito semelhante ao extinto Jovem Cidadão

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Um dos projetos sociais mais bem sucedidos na gestão do atual senador Eduardo Braga (MDB) como governador foi o Jovem Cidadão, que mobilizava várias Secretarias e órgãos da administração indireta para proporcionar diversas atividades a jovens no contra-turno de suas atividades escolares, priorizando as chamadas “zonas vermelhas” de Manaus. No último sábado, o atual governador, Amazonino Mendes (PDT), lançou algo muito semelhante, o “Amazonas em Movimento”, voltado à prevenção da criminalidade.

Para fazer muito barulho, os coordenadores mobilizaram todo o Governo. Estavam todos os secretários e alguns parlamentares na avenida Itaúba, no Jorge Teixeira, um polo que irradia a informação divulgada para as zonas Norte e Leste. Ali foi realizada a primeira edição do projeto, com a participação de cerca de três mil pessoas, que participaram de atividades culturais, esportivas, de segurança, lazer e turismo. A programação se estendeu até ontem à noite.

Quem viu a desenvoltura de Amazonino no evento garante que ele dá claros sinais de que deve disputar a reeleição em outubro. “Nós queremos fazer uma ação extremamente mais abrangente, sobre todos os caminhos, meios e métodos possíveis para tornar a vida mais tranquila para a população, combatendo a criminalidade. Vamos fazer, inclusive, ciclos de palestras, com a participação dos próprios policiais”, afirmou.

O governador ressaltou os avanços no combate à criminalidade. “Estamos chegando aonde a gente puder e nós estamos chegando também até aonde a gente não pode. O trabalho do Bosco (Saraiva, vice-governador e secretário de Segurança), é exemplar. Ele está além da expectativa. Porque esse problema (insegurança) é angustiante, terrível e sabemos que ele cresceu muito no Amazonas e precisamos combater com eficácia e o Bosco está fazendo com muita qualidade”, frisou.

Amazonino também destacou os avanços na valorização dos servidores da segurança pública do Estado. “Estamos dando a  eles (policiais) situação de mais conforto, de mais condição. Estamos resolvendo problemas de vale-refeição, auxílio-fardamento. Vamos fazer um hospital da PM, que eu vou anunciar isso. Vou envolver os policiais civis e bombeiros. Organizando o sistema da hierarquia que foi desbaratado. Organizando as promoções. Hoje de manhã assinei mais de mil promoções”, afirmou ao se referir ao ato que promove 1.180 policiais militares, que aguardavam promoções desde 2014 e 2015, além de já atender parcela dos que aguardam desde 2016.

Prevenção – De acordo com o vice-governador e secretário de Segurança Pública, Bosco Saraiva, o “Amazonas em Movimento” vai combater a causa da violência urbana, com ações sociais, esportivas e culturais, atuando na prevenção à criminalidade. “A Polícia Militar guarda a rua, a porta da casa da gente e tenta evitar o problema. A Polícia Civil recebe o problema e o transforma num inquérito. O que iniciamos, hoje, é o combate à causa. Nós vamos ocupar, a partir do dia 3 de março, as zonas da cidade com esse modelo que hoje estamos lançando”, destacou.

De acordo com o vice-governador, as escolas de tempo integral serão palco, nos sábados e domingos, de atividades educacionais, esportivas, culturais e de lazer. “A partir do dia 3, todos os Cetis, as escolas de tempo integral, que têm os equipamentos necessários para atividades socioesportivas e culturais, estarão abertas nos finais de semana, agregando os estudantes das redes estadual e municipal, dentro dela, com uma intensa programação socioesportiva e cultural”, detalhou Saraiva, explicando que a ideia é ocupar a mente do jovem com atividades que vai afastá-lo da criminalidade.

”Porque os alunos das redes estudam de segunda à sexta e, nos sábados e domingos, ficam afastados das atividades. A periferia de Manaus cresceu sem nenhum planejamento e equipamentos urbanos necessários”, acrescentou o vice-governador ao destacar que as escolas de tempo integral serão um alternativa à essa ausência de planejamento urbano da cidade.

Comunidade  O secretário de Educação, Lourenço Braga, asseverou que o programa estreita a relação da escola com a comunidade, e, principalmente, com o cidadão nas periferias. “A escola precisa deixar de ser um ‘ET’ dentro da comunidade. Ela precisa pertencer à comunidade. A comunidade precisa estar envolvida na escola. A gente não faz educação só dentro da escola. O homem é produto do que se ensina ele na casa, na rua e na escola. É preciso juntar essas três forças para criar um homem diferente para o amanhã”, comentou.

Para a titular da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Janaína Chagas, o esporte, a cultura e lazer de forma organizada ajudam no distanciamento do jovem da criminalidade. “Acredito que o principal objetivo do Governo do Estado é realmente fazer a diferença na vida das pessoas, dar qualidade de vida e oportunidade para que essas pessoas tenham possibilidade acesso à cultura, à educação, ao esporte. Esse movimento é o que a população anseia há tantos anos”, disse.

O secretário de Cultura, Denilson Novo, disse que, por determinação do governador Amazonino Mendes, os espaços ociosos nas comunidades serão ocupados por atividades culturais, esportivas e de lazer. “Sem dúvida é mais um projeto que nasce no intuito de trabalhar no amor à causa pública, oferecendo à população a oportunidade de conhecer os programas do Estado e aproximar as secretarias das demandas da população”, frisou.

A pequena Sophia Emanuele, de 1 ano e 9 meses, era só alegria no meio dos livros da biblioteca volante montada pela Secretaria de Cultura. Para a dona de casa Suelen Prata, 20, a atividade do Governo do Estado é muito importante para as crianças e adolescentes. “Desenvolve as atividades motoras delas e é uma forma de eles interagirem de forma saudável. É preciso ter sempre esse tipo de atividade. É muito importante para gente”, declarou Suelen.

Programação – Até às 13h deste sábado, o programa realizado em conjunto entre as Secretarias de Estado de Segurança Pública (SSP-AM), da Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Cultura (SEC), Assistência Social (Seas), de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc), Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS) e pela Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), atendeu mais de três mil pessoas.

As atividades para o público começaram às 9h e se estenderão até às 20h no sábado e no domingo (25/02). Além do palco principal, uma estrutura com 15 estandes foi montada. Nos dois dias, 30 atrações artísticas e dezenas de competições esportivas estão programadas, além de “city tours” com estudantes por pontos turísticos da capital e distribuição de bolas para crianças.

Na área cultural, o público poderá conferir a Biblioteca Volante, Batalha de Bboys, a Feira de Produtos Indígenas e Criativos, Roda de Capoeira, Encontro de Percussão, Roda na Praça, apresentação do Palhaço Dorminhoco e atividades lúdicas. Opções que prometem agitar os moradores.

Os Corpos Artísticos da SEC, como o Balé Folclórico do Amazonas, a Amazonas Filarmônica, Coral do Amazonas, Corpo de Dança do Amazonas e Orquestra de Violões do Amazonas apresentarão repertório popular.

Além disso, artistas locais darão um show de regionalidade em suas apresentações. Os grupos convidados são: Xererê, Banda Xiado da Xinela, Orquestra Puxirium, Cezar Pinheiro e Banda, Official 80, Pororoca Atômica, Banda Gramophone, Companhia de teatro Criatê e o grupo de Hip-hop Kannybals.

Por meio da (Sejel), a programação inclui atividades para todas as idades. A grande surpresa é o circuito de kart, além de aulas para idosos como tênis de mesa, mini basquete, mini futebol e mini vôlei. O Centro de Treinamento de Alto Rendimento da Amazônia (Ctara) oferece ainda aferição da pressão arterial, pesos, medidas e massagens.

Além disso, há sessões de cinema e debates. A partir das 18h deste sábado, com a temática Segurança Pública, entre o capitão da Polícia Militar, Alberto Neto, e o doutor Lucas Alencar. No domingo, o debate é na área de saúde e será feito por Carlos Tadeu e Vanessa Campos. A atividade será realizada no prédio da IEADAM, área 103, casa de Oração 264, que fica na rua do evento.

Foto: Clóvis Miranda

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta