Wilson respeita escolha e Ronaldo Amazonas vai presidir FUAM

O farmacêutico bioquímico Ronaldo Amazonas vai dirigir a Fundação Hospital Alfredo da Matta pelos próximos quatro anos, nomeado pelo governador Wilson Lima (PSC), depois de vencer ainda no ano passado a eleição para o posto, concorrendo com outros quatro candidatos. Ele obteve 38% dos votos e ficou em primeiro lugar na lista tríplice enviada ao Palácio da Compensa.

Lima respeitou a tradição de mais de trinta anos, em que os servidores da Fundação escolhem seus dirigentes. Apenas em 2011 o então governador Omar Aziz (PSD) deixou de escolher o primeiro colocado na lista tríplice, que era o próprio Ronaldo, para escalar o médico Helder Cavalcante, que também participou do atual processo, ficando em segundo lugar mais uma vez, assim como ocorreu oito anos atrás.

“Nosso plano de gestão 2019-2022 contempla entre outras propostas a implantação do Projeto APELI- Ação para Eliminação da Hanseníase, que consiste em avançar fortemente sobre os 15 municípios mais prevalentes na endemia com equipes multiprofissionais habilitadas para detectar, tratar, monitorar e montar equipes locais contra a doença; Revitalização Administrativa e física da Fundação dotando-a de estrutura funcional e predial  mais dinâmica e Moderna; Plano Diretor de Tecnologia da Informação para modernizar a  rede de lógica aliada à implantação do prontuário eletrônico e novos e modernos equipamentos de informática e criação de uma Fundação de Apoio voltada para a captação de recursos financeiros por meio de projetos para financiamento de pesquisa, modernização tecnológica, capacitação de servidores, compra de equipamentos de saúde, etc.”, explica Amazonas.

“Focaremos Nossa gestão sustentando-a no tripé Assistência, Ensino/Pesquisa e Administração onde uma forte interdependência entre estes pilares sustentará a Fundação para que os serviços prestados à população seja cada vez melhor, dinâmico e eficaz”, conclui.

A Fundação Alfredo da Matta é Referência Nacional em Dermatologia Sanitária e para treinamento e pesquisa na área para a Organização Pan-americana de Saúde.

Ronaldo Amazonas tem 60 anos, é servidor de carreira da Fundação há 35 anos, onde chegou como estagiário em 1980, sendo este seu terceiro mandato à frente da instituição.

Like
Like Love Haha Wow Sad Angry
2

1 COMMENT

LEAVE A REPLY