Wilson Lima diz que entregará documentos à Justiça e pedirá sigilo de processo contra Sarah

Na próxima segunda feira, 17, os advogados da Coligação Transformação por um novo Amazonas (PSC, PRTB e REDE), entrarão na Justiça com uma queixa crime por calúnia, injúria e difamação contra Sarah Oliveira Santos, 21 anos, e sua mãe, Rosimary Galvão de Oliveira. Elas acusaram o candidato a governador Wilson Lima de ter explorado sexualmente a primeira, quando ela tinha apenas 14 anos de idade.

Lima afirma ter encontrado Sarah uma única vez. Segundo ele, após o encontro, a jovem passou a postar fotos de ambos nas redes sociais e a afirmar ser sua esposa. O jornalista diz ainda que registrou Boletim de Ocorrência depois que a garota passou a enviar mensagens privadas para sua filha. Essas mensagens integram as provas materiais da defesa dele, assim como depoimentos de familiares que teriam sido assediados por ela à época.

A coligação entregará os documentos à Justiça e pedirá sigilo do processo. Para o advogado da campanha, Acram Isper, Wilson sofre ataques em razão de seu desempenho eleitoral, à frente nas pesquisas em Manaus, o maior colégio eleitoral do Estado. “Os achaques, intimidações e chantagens não vingarão”, afirma.

“Desde 2014, data de registro do Boletim de Ocorrência, até 30 de junho de 2018, Wilson Lima apresentou diariamente o programa mais popular da TV amazonense sem que ninguém questionasse a conduta dele. Agora, às vésperas da eleição, aparece uma mentira dessas”, afirma Isper. “Ninguém comete crime e corre pra delegacia para registrar BO”, finaliza.

“Agradeço de coração o apoio das milhares de pessoas que estão se manifestando em favor da nossa candidatura. Desde o início, eu sabia que seria difícil mudar e renovar o Amazonas”, disse Wilson Lima, que cumpre compromissos de campanha no interior do Estado. “Peço às amigas e aos amigos que caminham junto na nossa campanha que se preparem, porque esses velhos políticos podem armar mais mentiras até a data da eleição”, sinalizou.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta