Wilson comemora marca de 100 obras concluídas, que custaram R$ 571 milhões

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

A inauguração do Viaduto Anel Sul, nesta quarta-feira (23/12), fez com que o Governo Wilson Lima chegasse à histórica marca de 100 obras concluídas nas áreas de Infraestrutura, Saúde, Saneamento, Educação e Segurança, dentre outras, distribuídas na capital e no interior do estado, totalizando investimento de R$ 571.089.338,41 em menos de dois anos de gestão.

A obra, localizada entre a estrada do Tarumã e as avenidas Torquato Tapajós e Arquiteto José Henriques, irá melhorar o fluxo de veículos entre as zonas norte e oeste de Manaus. Para o Governador Wilson Lima, ela, assim como as demais entregas na primeira metade do mandato, são importantes para dar dignidade à população.

“Essas obras são obras que efetivamente mudam a vida das pessoas, a maioria das obras que a gente entregou foi de sistema viário, de pavimentação de concreto ou de massa asfáltica e também de sistema de abastecimento de água. Essas obras foram importantes para dar dignidade e respeito às pessoas”, avaliou.

Quando assumiu o Governo do Estado em 2019, Wilson Lima encontrou pelo menos 132 obras paralisadas em 51 municípios e determinou a retomada de todas que tinham condições jurídicas e legais para serem retomadas pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana de Manaus (Seinfra).

Segundo o secretário-executivo da Seinfra, Carlos Henrique Lima, a obra de número 100 foi idealizada em 2013 e após 7 anos de descaso das gestões anteriores, coube à  atual administração tirar do papel e concluir cerca de 85% do projeto em tempo recorde.

“Nós temos orgulho de dizer que saímos de 15% de obra executada e estamos entregando, em menos de 2 anos de governo, o maior complexo viário da cidade de Manaus, o maior complexo viário metropolitano da região Norte”, comemorou.

Obras

Na área de Mobilidade urbana e de construção e recuperação de ramais e vicinais, as ações equivalem à recuperação e melhoria em 142,17 km de ramais, a reconstrução de 409,62 km de sistemas viários em 30 municípios e recuperação de 494,09 kms de rodovias.

Na área de Saúde, ocorreram construções de abrigo de acolhimento de visitantes e humanização do Hospital 28 de Agosto e Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

Na área de Saneamento, foram construídos o primeiro sistema de abastecimento de água no município de Apuí e um sistema de abastecimento de água na comunidade Itaubal, em Itacoatiara. Já na Educação, houve reforma e construção de prédios da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), como o prédio anexo para o Centro de Estudos Superiores de Tefé.

Na capital, foram 36 obras na área de edificações e infraestrutura, como as obras de acessibilidade no entorno de prédios históricos do Centro de Manaus, a construção de delegacias e do 16º Distrito Integrado de Polícia (DIP), o retorno da Avenida Torquato Tapajós e a reforma e ampliação dos prédios de Equoterapia da Polícia Militar do Amazonas.

FOTO: Diego Peres

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta