Voluntários fazem ação para chamar atenção para a poluição no igarapé do Gigante

Uma ação ambiental uniu voluntários de empresas, comunidade local e entes públicos para chamar a atenção para a poluição do Igarapé do Gigante, que corta a zona oeste da cidade e deságua na Bacia do Tarumã. A iniciativa aconteceu neste final de semana, em Manaus, celebrando o Dia Internacional das Florestas (21) e o Dia Mundial da Água (22).

Sem proteção e dentro de uma área urbana pesada, recebendo lixo e dejetos de esgoto, o Igarapé foi escolhido para um projeto de limpeza e conservação das nascentes, com o objetivo futuro de total limpeza do curso de rio.

“Quando se juntam a comunidade, a iniciativa privada e entes públicos, conseguimos fazer uma coisa muito boa. É claro que uma iniciativa desta é um ato simbólico, mas que tem um impacto social e de educação ambiental muito grande”, afirmou o CIO da Tree Earh, Vicente Tino.

No final de semana, foram realizados plantios de mata ciliar, revitalização de um Espaço Leitura no bairro Planalto, e limpeza de um trecho do igarapé. “Se matar a nascente ou se a poluir, aí teremos certeza que não haverá mais solução”, alertou Tino.

Participaram da ação ambiental voluntários das empresas Samsung, Águas de Manaus, Hitachi e Tree Earth, do Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (TRT-11) e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Mudança do Clima (Semmasclima), além da comunidade local.

O Igarapé do Gigante possui 22 nascentes, incluindo a área do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, percorrendo os bairros Redenção, Planalto, Lírio do Vale e Ponta Negra, desaguando no rio Tarumã-Açu.

A Tree Earth – Especializada em plantio de árvores nativas e recuperação de áreas degradadas, a startup iniciada em Manaus tem parcerias globais, como o Pacto Global Brasil, da Organização das Nações Unidas (ONU), e forte atuação junto a parceiros da iniciativa pública e privada, além de institutos de Pesquisa e Desenvolvimento.

Entre as empresas que já participaram de ações ambientais com a startup estão Samsung, Caloi, Michelin, Fazenda Aruanã, entre outras. Com expedições educativas por meio do Barco Escola, a startup também já plantou com o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT), SiDi, Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região, e outros parceiros.

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta