Visa Manaus apreende carne de porco, charque e inutiliza peixe na zona Leste

Fiscais da Vigilância Sanitária de Manaus (Visa Manaus), da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), apreenderam 26 kg de produtos suíno, além de 2,75 kg de charque e inutilizaram 160 kg de peixe salgado – tipo bacalhau – por erro no fracionamento e refrigeração inadequada, em ação desenvolvida durante a última terça-feira, 20. A gerência do Supermercado Seta, localizado na zona Leste, próximo à Bola do Produtor, recebeu orientações e foi notificada pela fiscalização do órgão.

A operação é uma força-tarefa realizada no período que antecede as festas de final de ano com ações de fiscalização e, ainda, distribuindo para consumidores uma nova cartilha com informações sobre o campo de atuação da Vigilância Sanitária. “Nesse período de maior volume de compras as ações continuam para orientação do consumidor e dos estabelecimentos, a fim de evitar danos à saúde de todos”, reforçou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

As apreensões fizeram parte da ‘Operação Boas Festas’, que tem como finalidade realizar a prevenção e o controle ao risco sanitário de produtos e serviços oferecidos à população nesse período em que cresce o consumo em consequências das festas de fim de ano. “Nosso interesse é mapear e gerenciar diariamente os riscos à saúde da população nessa época do ano de crescimento nas vendas de produtos e na prestação de serviços”, esclareceu Fernando Branco, diretor da Visa Manaus.

Já a gerente de produtos da Visa Manaus, Nilza Negreiros, destacou que a ação alcança vários tipos de estabelecimentos entre supermercados e centros de compras da cidade. “Os produtos apreendidos até agora são de pequena monta, contudo, são retirados do seu local de exposição para análise laboratorial ou mesmo inutilizado pela fiscalização”, ressaltou.

A operação continuará até o fim de dezembro e a população pode contribuir com as fiscalizações denunciando irregularidades como falta de higiene, manipulação e armazenamento incorreto por meio do Disque Denúncia 0800-092-0123.

 

Fotos: José Nildo

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta