Veja se seu nome está na lista do “Auxílio Empreendedor” da Prefeitura de Manaus

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on print

Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), vai divulgar a partir das 20h desta quinta-feira, 22/4, a lista dos seis mil beneficiários contemplados com o “Auxílio Empreendedor” que poderá ser consultada no portal semtepi.manaus.am.gov.br.

O benefício, no valor de R$ 300, será em parcela única com previsão de pagamento a partir do dia 30/4, diretamente na conta bancária informada pelo beneficiário. O objetivo do auxílio é dar continuidade às atividades econômicas de permissionários, empreendedores e informais de Manaus, que tiveram seus negócios prejudicados em razão da pandemia da Covid-19.

“O Auxílio Empreendedor é uma iniciativa da nossa gestão, que pensa nas pessoas e no seu bem-estar, com ações concretas como esta. Com isso, além de beneficiar esses empreendedores e suas famílias, também aquecemos a economia local com a movimentação de dinheiro no comércio”, aponta o prefeito de Manaus, David Almeida.

Transparência

O projeto teve as inscrições encerradas no último domingo, 18/4, contabilizando 15.787 inscritos, sendo que boa parte dos cadastros realizados é de empreendedor informal; 3.471 são de microempreendedores e outros 2.974 são permissionários de galerias populares.

A procura pelo benefício foi de 25.423 pessoas e teve uma expressão significativa feminina registrada no link. Ao todo, 14.871 mulheres começaram o cadastro e apenas 9.234 concluíram todas as cinco etapas. Entre as 9.636 pessoas que não finalizaram o cadastro, as principais causas foram não ser empreendedor, não possuir conta bancária, não desejar compartilhar os dados pessoais por meio de fotos. Nesses três últimos quesitos, foram verificados vários cadastros incompletos. A maior procura foi entre a faixa etária de 25 a 40 anos de idade.

O Fundo Municipal de Empreendedorismo e Inovação (Fumipeq), direcionou R$ 1,8 milhão para pagamento não reembolsável do “Auxílio Empreendedor”, com o intuito de atender seis mil empreendedores com a quantia de R$ 300 em parcela única.

Toda a operação segue rigorosamente o artigo 5º, da Lei nº 2.476, de 9 de julho de 2019 (Lei do Fumipeq), que limita em até 15% do orçamento anual do Fumipeq a aplicação de recursos na modalidade de Subvenção Econômica (sem reembolso).

Qual Sua Opinião? Comente:

Deixe uma resposta